0

Com tributo a Gresini, Aprilia apresenta RS-GP preta e vermelha para a temporada 2021

A casa de Noale apresentou a nova moto em Losail, no Catar, onde acontecem os testes da próxima semana. Protótipo traz tributo a Fausto Gresini

4 mar 2021
10h45
atualizado às 11h39
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator
MotoGP Aprilia RS-GP 2021
MotoGP Aprilia RS-GP 2021
Foto: Grande Prêmio

A Aprilia apresentou nesta quinta-feira (4) a equipe para a temporada 2021 da MotoGP. Ao contrário do ano passado, quando a moto tinha também as cores da bandeira italiana, desta vez a RS-GP vem preta e vermelha, mantendo a coloração mais tradicional da fábrica italiana.

Assim como nos últimos anos, o lançamento da Aprilia aconteceu no circuito de Losail, no Catar, onde a MotoGP vai testar nos próximos dias. Com o time perfilado atrás de motos cobertas, a casa de Noale começou o evento com um vídeo tributo a Fausto Gresini, chefe do time, que morreu no mês passado, vítima da Covid-19.

Aprilia preparou um tributo a Fausto Gresini
Aprilia preparou um tributo a Fausto Gresini
Foto: Reprodução / Grande Prêmio

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube.

Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram.

Ao revelar as motos, a Aprilia destacou que encara a RS-GP de 2021 como uma "evolução natural do projeto de 2020". Neste processo, a equipe trouxe uma nova aerodinâmica e um braço oscilante de carbono.

"Graças ao trabalho feito ao longo do inverno e aos grandes esforços do nosso departamento de corridas, sabemos de que demos um grande passo à frente, então agora estamos ansiosos para ver como isso será contra os nossos rivais", disse Romano Albesiano, diretor-técnico da Aprilia. "Nosso crescimento é claro e isso nós dá uma injeção de confiança. Nossos engenheiros trouxeram para a pista mais uma evolução de um projeto que tem um grande potencial ainda a ser expressado", seguiu.

"Fizemos mudanças em todos os aspectos, desde as áreas visíveis, como a nova aerodinâmica ou o braço de carbono, até mudanças profundas na arquitetura do chassi, motor e eletrônica", apontou. "O pacote que vamos levar para a pista neste estágio inicial da temporada será desenvolvido ainda mais com base em um programa de trabalho que já está substancialmente definido", completou.

Junto dos mecânicos e dirigentes, estavam Aleix Espargaró e Lorenzo Savadori. Inicialmente, a Aprilia tinha falado em esperar pelos testes para definir a dupla do catalão, mas Bradley Smith não esteve na apresentação e nem aparece no material de divulgação, como é costume.

A indefinição do time foi só mais um capítulo da atrapalhada gestão da Aprilia. Nem mesmo a chegada de Massimo Rivola, que veio da Fórmula 1, da Ferrari, em meados de 2019 foi o bastante para ajudar no necessário alinhamento. Os italianos passaram praticamente todo o ano passado à espera de Andrea Iannone, mas o que inicialmente era uma suspensão de 18 meses por doping, foi convertido em um gancho de quatro anos na apelação no Tribunal Arbitral do Esporte.

Aleix Espargaró e Lorenzo Savadori formam a dupla da Aprilia para 2021
Aleix Espargaró e Lorenzo Savadori formam a dupla da Aprilia para 2021
Foto: Aprilia / Grande Prêmio

Sem Iannone, a Aprilia tentou voltar à ideia de contar com um novato ― o que não funcionou muito bem com Sam Lowes em 2017 ―, mas foi rejeitada por Marco Bezzecchi, Joe Roberts e Fabio Di Giannantonio. Assim, só restou mesmo contar com o que já estava por lá.

Aleix, porém, será o líder do time, tal qual nos últimos anos. O irmão de Pol, inegavelmente, é quem dá a Aprilia seus melhores momentos na MotoGP.

Diretor-executivo da Aprilia, Massimo Rivola sequer titubeou ao jogar a maior carga de responsabilidade no desenvolvimento da moto nas costas de Aleix.

"No primeiro estágio do campeonato, não queremos olhar para os outros, apenas para nós temos, fortalecendo nossa tendência sem dúvida positiva", disse Rivola. "Aleix terá um trabalho extremamente importante, liderando o time e não se deixando distrair pelo frenesi de resultados imediatos. Consistência e trabalho duro darão a ele a satisfação que ele merece", ponderou.

"Lorenzo vai precisar crescer e aprender muito, começando pelos circuitos. É um talento extraordinário em que Fausto acreditava muito, então estou confiante de que ele nos recompensará essa confiança", avaliou. "A equipe é sólida, ambiciosa e realista. Todos sabem que o único caminho para seguirmos crescendo é manter o curso, levando a Aprilia ao ponto de batalhar nas posições que importam, inclusive na MotoGP", completou.

Aleix Espargaró mostrou animação com a nova moto, mas reconheceu que a RS-GP ainda tem um longo caminho pela frente.

"Pode parecer banal, mas eu sempre me emociono no início de uma nova temporada", disse Aleix. "Estou para iniciar a minha quinta com a Aprilia, uma equipe que se tornou a minha segunda família. De fato, mas posso esperar para voltar ao trabalho com eles", comentou.

"O primeiro contato com a nova RS-GP foi positivo. Os rapazes trabalharam duro ao longo do inverno, mas ainda temos um longo caminho pela frente. Nós temos um campeonato exigente e muito movimentado pela frete, onde as formas física e mental precisarão estar em nível máximo. Estou mais preparado do que nunca", completou.

Savadori reconheceu que ainda tem muito a aprender, mas alou em retribuir a confiança que sempre recebeu de Fausto Gresini.

"Seria um descuido não agradecer a Aprilia por esta grande oportunidade. Sei que tenho muito a aprender. É uma categoria exigente e ainda nova para mim", assumiu Savadori. "Os testes e corridas do ano passado me deram a chance de ganhar confiança com essa moto e esses pneus, mas foi só um ponto de partida, com uma enorme margem de melhora", reconheceu.

"Vou tentar transformar a dor gerada pela morte de Fausto, uma pessoa que acreditou muito me mim, em energia positiva. A determinação dele e as coisas que ele me ensinou vão me acompanhar neste novo estágio da minha carreira", completou.

Em 2020, a Aprilia somou só 51 pontos no Mundial de Construtores, 160 a menos que a campeã Ducati.

Ouça os programas do GRANDE PRÊMIO no formato de podcast:

Veja também:

LANCE! mostra 20 feras sul-americanas que valem investimento
Grande Prêmio
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade