PUBLICIDADE

Bagnaia segura Quartararo e crava pole do GP da Holanda. Aleix Espargaró é 5º

Francesco Bagnaia quebrou o recorde de Assen e cravou a pole-position do GP da Holanda da MotoGP. Líder do campeonato, Fabio Quartararo alinha na primeira fila

25 jun 2022 - 09h57
(atualizado às 10h09)
Ver comentários
Publicidade
Francesco Bagnaia é pole em Assen
Francesco Bagnaia é pole em Assen
Foto: Ducati / Grande Prêmio

DO DOMÍNIO DE MARC MÁRQUEZ AO ZERO: A HONDA DE PONTA CABEÇA NA ALEMANHA

O italiano Francesco Bagnaia, da Ducati, é o pole-position do GP da Holanda de MotoGP. Pecco cravou 1min31s504 na sessão disputada neste sábado (25), em Assen, quebrando o recorde da pista e se colocando na posição de honra pela quarta vez na temporada 2022.

Líder do campeonato, o francês Fabio Quartararo, da Yamaha, larga no segundo lugar, com tempo 0s116 mais lento que o rival Bagnaia. O espanhol Jorge Martín, da Pramac, completa a primeira fila em Assen.

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2.

Francesco Bagnaia é pole em Assen (foto: Ducati)

PROGRAMAÇÃO DA TV

O surpreendente Marco Bezzecchi, da VR46, parte da quarta posição. Aleix Espargaró levou a Aprilia ao quinto lugar, enquanto Jack Miller, da Ducati, finaliza a fila 2. Johann Zarco, Miguel Oliveira, Álex Rins e Brad Binder fecham o top-10.

O GP da Holanda de MotoGP, em Assen, acontece neste domingo, às 9h (de Brasília). O GRANDE PRÊMIO acompanha todas as atividades do Mundial de Motovelocidade 2022.

Quartararo vence duelo com Bagnaia por 0s1 e lidera treino 4 em Assen

Depois de uma sexta-feira de muita chuva, a MotoGP conseguiu iniciar o TL4 também com pista seca. Assim como na manhã deste sábado, o céu estava parcialmente nublado, mas com a temperatura em 24°C e o asfalto chegando a 31°C. A umidade relativa do ar era de 58%, com o vento soprando a 10 km/h.

Jack Miller começou a sessão na ponta, com 1mn34s100, 0s153 melhor do que Fabio Quartararo. Francesco Bagnaia, Franco Morbidelli e Lorenzo Savadori vinham fechando o top-5.

Bagnaia foi a 1min33s263 na sequência e assumiu o comando, 0s302 melhor que Quartararo. Miller também melhorou e subiu para terceiro, na frente de Enea Bastianini e Luca Marini.

Pecco foi ainda melhor na volta seguinte, chegando a 1min32s695, o que serviu para ampliar para 0s226 a margem em relação a Quartararo. Joan Mir avançou para a terceira colocação, seguido por Takaaki Nakagami e Aleix Espargaró.

Já usando um pneu macio na traseira e um duro na dianteira, Aleix Espargaró avançou para segundo, 0s185 atrás de Bagnaia. Quartararo caiu para terceiro, seguido por Brad Binder e Mir.

Passada a barreira de dez minutos para o fim, Quartararo foi a 1min32s643 e tomou o comando, só 0s036 melhor do que Bagnaia. Aleix ainda era o terceiro, agora seguido de perto por Viñales. Brad Binder vinha em quinto, escoltado por Jorge Martín e Luca Marini.

Martín conseguiu melhorar ainda mais e subiu para a quarta colocação, diante de Miller. Viñales caiu para sexto, seguido por Brad Binder, Marini, Mir e Bastianini. Morbidelli era o 11º.

Já perto do minuto final do treino 4, Bagnaia cravou 1min32s578 e voltou à ponta, 0s065 mais rápido que o francês da Yamaha. Em volta, Fabio não conseguiu virar o jogo, mas reduziu o atraso para 0s049.

Com a bandeira quadriculada tremulando na Catedral do Motociclismo, 'El Diablo' passou em 1min32s478 e recuperou a liderança ao superar Bagnaia por exatos 0s100. Miller ficou com o terceiro tempo, diante de Aleix Espargaró, Oliveira, Martín, Bastianini, Viñales, Brad Binder e Marini.

Q1: Brad Binder lidera companheiro de KTM rumo à fase final da classificação

Assim que começou a primeira da classificação, Bastianini sofreu um revés: um problema com a moto, que ficou parada e precisou ser abandonada. O italiano, então, começou a correr em direção aos boxes, apoiado pelos fãs, em busca da moto reserva, que era preparada pelos mecânicos da Gresini.

Brad Binder abriu a sessão no topo da tabela, com 1min32s754, 0s339 à frente de Remy Gardner. Miguel Oliveira vinha na terceira colocação.

Na volta seguinte, Oliveira saltou para o comando 0s204 melhor que Binder. Mir caiu para terceiro, 0s144 atrás de uma vaga na fase seguinte da classificação. Andrea Dovizioso tinha o quarto posto, diante de Gardner e Álex Márquez.

Com quase cinco minutos para o fim da sessão, Joan Mir sofreu uma queda na De Strubben, a curva 5, mas não se feriu. O espanhol ficou tentando fazer a GSX-RR pegar no tranco para voltar à pista e, de tanto insistir, conseguiu.

Enquanto isso, o duo da KTM seguia confortável na ponta da tabela, com Binder 0s144 à frente de Mir, o primeiro abaixo da linha de corte para a fase seguinte da classificação. Quem vinha tentando melhorar era Luca Marini, mas o italiano apenas conseguiu pular para quarto, 0s040 mais lento que o piloto da Suzuki.

Mais atrás, Morbidelli também melhorou, mas só para chegar em oitavo, 0s546 mais lento que Oliveira. Stefan Btad, aliás, pulou para sexto.

Com pouco mais de 1min30s para o fim, Binder cravou 1min32s485 e virou o jogo para cima de Oliveira, assumindo a liderança com 0s065 de margem. Marini pulou para terceiro, 0s237 trás de Miguel.

Bastianini, por sua vez, apareceu bem lento na chicane Geert Timmer Bocht, mas, aparentemente, sem nenhum problema com a moto. Tanto foi assim que o italiano avançou, mas apenas para a sexta colocação.

Já com o cronômetro travado, Mir chegou a abrir uma boa volta, mas não manteve o ritmo e não conseguiu melhorar. Assim, Binder e Oliveira passam ao Q2, enquanto Marini larga em 13º, diante de Mir, Fabio Di Giannantonio, Bastianini, Dovizioso, Bradl, Gardner, Morbidelli, Álex Márquez, Lorenzo Savadori, Raúl Fernández e Darryn Binder.

Q2: Bagnaia crava quarta pole em seis corridas na MotoGP

Com o céu, algumas gotas de chuva caíram aqui e ali desde o TL4, mas a pista seguia majoritariamente seja às vésperas da fase final da classificação em Assen.

Correndo contra o tempo para fugir da chuva, Jorge Martín abriu a sessão já superando o recorde da pista: 1min31s708, 0s020 melhor do que Quartararo, que também estava abaixo da melhor marca do traçado.

Pouco depois, Quartararo deu uma escapada da pista na curva 1, mas evitou a queda e seguiu na sessão. O francês vinha à frente de Bagnaia, Miller e Bezzecchi.

Depois de uma passagem pelos boxes, Bagnaia voltou com tudo, calçando um par de macios, para cravar 1min31s504, e destronar Martín por 0s204 pela pole provisória. Bezzecchi vinha em quinto, diante de Miller e Aleix.

Com pouco mais de três minutos para o fim, Martín caiu na curva 5, mas não se machucou e logo voltou para a pista.

Zarco conseguiu avançar para a sétima colocação melhor que Oliveira e Viñales. Rins fechava o top-10, na frente de Binder e Nakagami.

Antes do minuto final, Miller caiu na curva 3, mas não feriu, apenas ficou irritado. Quartararo, logo depois, foi a 1min32s620 para avançar para segundo, 0s116 mais lento do que Pecco.

Com a bandeira quadriculada tremulando em Assen, Fabio tomou um belo susto e precisou fazer uma salvada quando perdeu o equilíbrio e quase caiu.

MotoGP, GP da Holanda, Classificação:

1 F BAGNAIA Ducati 1:31.504  
2 F QUARTARARO Yamaha 1:31.620 +0.116
3 J MARTÍN Pramac Ducati 1:31.708 +0.204
4 M BEZZECCHI VR46 Ducati 1:31.796 +0.292
5 A ESPARGARÓ Aprilia 1:31.868 +0.364
6 J MILLER Ducati 1:32.124 +0.620
7 J ZARCO Pramac Ducati 1:32.175 +0.671
8 M OLIVEIRA KTM 1:32.272 +0.768
9 A RINS Suzuki 1:32.307 +0.803
10 B BINDER KTM 1:32.367 +0.863
11 M VIÑALES Aprilia 1:32.424 +0.920
12 T NAKAGAMI LCR Honda 1:32.967 +1.463
13 L MARINI VR46 Ducati 1:32.787 +1.283
14 J MIR Suzuki 1:32.898 +1.394
15 F DI GIANNANTONIO Gresini Ducati 1:32.912 +1.408
16 E BASTIANINI Gresini Ducati 1:33.005 +1.501
17 A DOVIZIOSO RNF Yamaha 1:33.009 +1.505
18 S BRADL Honda 1:33.029 +1.525
19 R GARDNER Tech3 KTM 1:33.093 +1.589
20 F MORBIDELLI Yamaha 1:33.096 +1.592
21 A MARQUEZ LCR Honda 1:33.113 +1.609
22 L SAVADORI Aprilia 1:33.467 +1.963
23 R FERNÁNDEZ Tech3 KTM 1:33.652 +2.148
24 D BINDER RNF Yamaha 1:33.998 +2.494

MILLER MANTÉM STATUS, MAS DÁ PASSO ATRÁS COM IDA PARA KTM NA MOTOGP

Acesse as versões em espanhol e português-PT do GRANDE PRÊMIO, além dos parceiros Nosso Palestra e Teleguiado.
Grande Prêmio
Publicidade
Publicidade