PUBLICIDADE

Agente revela choque de Mir com saída da Suzuki da MotoGP: "Queria ficar lá"

Paco Sánchez revelou à imprensa italiana que as negociações para a renovação do contrato do campeão de 2020 com a casa de Hamamatsu já estavam bastante avançadas e que Mir chegou até mesmo a ser acalmado pelos dirigentes do time sobre o desenrolar das tratativas com o empresário

4 mai 2022 08h43
ver comentários
Publicidade
Joan Mir chegou a ser tranquilizado pela Suzuki sobre a renovação do contrato
Joan Mir chegou a ser tranquilizado pela Suzuki sobre a renovação do contrato
Foto: Suzuki / Grande Prêmio

SUZUKI DETONA BOMBA NA MOTOGP COM ANUNCIO DE SAÍDA EM 2022

Agente de Joan Mir, Paco Sánchez afirmou que o piloto está em "choque" com a decisão da Suzuki de se retirar da MotoGP ao fim da temporada 2022. De acordo com o empresário, as tratativas para a renovação do contrato do espanhol com a fábrica de Hamamatsu já estavam bastante avançadas e o campeão de 2020 estava pronto para assinar um novo contrato.

Na segunda-feira (2), a Suzuki pegou os funcionários de surpresa ao comunicar durante um dia de testes da MotoGP em Jerez de la Frontera que vai encerrar as atividades na MotoGP no fim do ano. Até agora, porém, nenhum comunicado oficial foi feito pela companhia, mas a Dorna, promotora do Mundial, emitiu uma nota dizendo que já lembrou a montadora que o contrato em vigor até 2026 não permite uma decisão unilateral de saída.

CLASSIFICAÇÃO DA MOTOGP

Joan Mir também foi pego de surpresa com decisão da Suzuki (Foto: Suzuki)

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2

Agente de Mir, Sánchez contou que tentou contato com os dirigentes da equipe, mas tampouco teve retorno. O empresário se mostrou incrédulo com a situação, já que vinha trabalhando para renovar o contrato que Joan, que chega ao fim no campeonato deste ano.

"No momento, ainda não recebi nenhum anunciou oficial em relação a isso", disse Sánchez em uma live com o site italiano GPOne. "Tentei contatar os dirigentes da equipe, mas não tive resposta deles. O que aconteceu é realmente incrível, também porque a meta de Joan era ficar com a Suzuki", seguiu.

Paco afirmou que, apesar dos muitos rumores sobre o futuro de Joan, o foco do piloto da moto #36 era seguir com a equipe e, por isso, a negociação já estava bastante avançada.

"Muitos dizem que Mir irá para a Honda ou para a Yamaha, mas a verdade é que Joan estava pronto para renovar com a Suzuki", contou. "De fato, a negociação já estava em estágio avançado. Ele queria ficar lá. Essa sempre foi a prioridade dele", frisou.

"Agora precisamos entender o que vai acontecer e considerar as alternativas. O que eu posso dizer é que ele está em choque com o que está acontecendo e está preocupado", revelou. "Acho que foi uma decisão tomada pelo conselho da Suzuki na última hora, sem dar a eles tempo de reagir", ponderou.

Ao site italiano Corse di Moto, Sánchez revelou que ainda no domingo, Mir tinha sido procurado por um dos dirigentes japoneses da equipe para uma atualização dos status da negociação para renovação do contrato.

"Ele, obviamente, está preocupado. A notícia o surpreendeu também. Assim como eu, ele está em choque. Ninguém esperava", frisou. "A equipe conversou com ele no domingo para acalmá-lo, para lhe dizer que a negociação comigo estava indo bem. Tenho a sensação de que nem os dirigentes da equipe sabiam desta decisão. Foi uma decisão de última hora do conselho administrativo da Suzuki. Eles comunicaram à equipe sem dar tempo de reagir", completou.

A MotoGP volta às pistas no próximo dia 15 de maio para o GP da França, em Le Mans, sétima etapa da temporada 2022. O GRANDE PRÊMIO acompanha todas as atividades do Mundial de Motovelocidade 2022.

CAMPEÃO X VETERANO: QUEM DEVE ORIENTAR EVOLUÇÃO DA YAMAHA NA MOTOGP?

Acesse as versões em espanhol e português-PT do GRANDE PRÊMIO, além dos parceiros Nosso Palestra e Teleguiado.
Grande Prêmio
Publicidade
Publicidade