0

Martine Grael e Kahena Kunze garantem título de evento-teste da vela olímpica

Mesmo sem competir nesta sexta-feira, dupla brasileira conquista medalha de ouro

14 set 2018
12h41
  • separator
  • comentários

As campeãs olímpicas Martine Grael e Kahena Kunze vão subir novamente no lugar mais alto do pódio. Nesta sexta-feira, mesmo sem competir, as brasileiras asseguraram o título do evento-teste da vela para os Jogos Olímpicos de Tóquio-2020, na baía de Enoshima. Elas garantiram o troféu por antecipação na classe 49erFX no evento que é válido também como a primeira etapa da Copa do Mundo de Vela na temporada 2018/2019.

Martine e Kahena se sagraram campeãs porque as regatas marcadas para esta sexta foram canceladas em razão da falta de vento e da chuva intensa. Seria a última oportunidade para as atletas conquistarem vaga na medal race, marcada para este sábado. Mas, por terem ampla vantagem na liderança da competição (26 pontos), as brasileiras não podem mais perder a primeira colocação.

"Foi bom, para gente é muito importante saber que a gente consegue velejar bem na raia olímpica. A gente fez uma preparação boa antes, acho que ajudou um pouco ter o meu pai (Torben Grael) como técnico. A gente nunca ganhou um campeonato por antecipação, estamos muito felizes", comentou Martine Grael.

O evento-teste para Tóquio-2020 é apenas a segunda competição disputada pela dupla brasileira em 14 meses, já que na temporada passada Martine optou por participar da Volvo Ocean Race.

"Estou muito feliz. A gente teve uma semana muito produtiva, a gente velejou com cabeça e foi muito bom. Apesar do tempo que ficamos sem velejar juntos, estamos muito sincronizadas e a gente conseguiu fazer um belo campeonato e ganhar o título com antecedência pela primeira vez", disse Kahena Kunze.

Com o título assegurado, as duas brasileiras vão permanecer no Japão por mais alguns dias para a disputa da Enoshima Olympic Week, entre 21 e 24 deste mês.

Os demais brasileiros participando do evento-teste também não entraram na água nesta sexta. Assim, Patrícia Freitas segue em 12º na classe RS:X, com 89 pontos perdidos. A liderança pertence à chinesa Peina Chen, com 43.

No masculino, o brasileiro Jorge Zarif continua no terceiro lugar geral da classe Finn, com 35 pontos perdidos. O britânico Giles Scott lidera a disputa, com 27 pontos perdidos.

Estadão

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade