0

Martine e Kahena vencem regatas e seguem no topo de evento-teste da vela olímpica

Brasileiras tem doze pontos a mais que as segundas colocadas, Alexandra Maloney e Moly Meech da Nova Zelândia

12 set 2018
14h05
atualizado às 18h47
  • separator
  • comentários

As atuais campeãs olímpicas Martine Grael e Kahena Kunze se mantiveram na liderança nesta quarta-feira do evento-teste da vela para os Jogos de Tóquio-2020. As brasileiras venceram duas das três regatas do segundo dia da competição que acontece na baía de Enoshima e também é válida pela primeira etapa da Copa do Mundo da modalidade.

Na última terça-feira, a dupla que compete na classe 49er FX venceu a primeira regata do evento, terminou a segunda competição em quinto lugar e finalizou o dia com uma segunda posição. Na disputa, o pior dos três resultados é descartado. Nesta quarta-feira, elas descartaram um 13º lugar, somando apenas dez pontos perdidos no evento até agora.

Medalhistas de ouro na Olimpíada do Rio, em 2016, Martine e Kahena estão logo à frente das neozelandesas Alexandra Maloney e Moly Meech, que somam 22 pontos perdidos e ocupam a segunda posição. Elas, por sua vez, foram medalhistas de prata os Jogos Olímpicos realizados no Brasil.

O evento-teste para Tóquio-2020 é a segunda competição disputada pela dupla brasileira em 14 meses. Na temporada passada, Martine optou por participar da Volvo Ocean Race. Novamente ao lado de Kahena, ela voltará a competir nesta quinta-feira na baía de Enoshima, onde estão previstas a realização de mais três regatas no dia. A classe 49er FX conta com 24 barcos e a medal race, que definirá o pódio e está programada para ocorrer neste sábado.

OUTROS BRASILEIROS

Outra brasileira que competiu nesta quarta-feira no evento-teste foi Patrícia Freitas. Na classe RSX, ela terminou a segunda regata do dia na vice-liderança, mas foi apenas a 16ª colocada nas outras duas. Assim, passou a ter 66 pontos perdidos e caiu da sexta posição na classificação geral para a oitava nesta quarta. A liderança é ocupada pela chinesa Yunxiu Lu, com 31 pontos desperdiçados.

Já entre os homens, o brasileiro Jorge Zarif brilhou ao saltar da sétima posição no geral, posto no qual terminou a terça-feira, para a vice-liderança na classe Finn. Ele fechou a primeira regata desta quarta em terceiro lugar e depois foi o vencedor da segunda e última do dia. Assim, tem apenas 18 pontos perdidos e só está atrás do britânico Giles Scott, campeão olímpico nos Jogos do Rio, que se manteve na ponta.

Scott iniciou a quarta-feira com um segundo lugar e encerrou sua participação com uma sexta posição, desempenho que o deixou com 15 pontos desperdiçados antes de voltar a defender a liderança nas regatas desta quinta-feira.

Estadão Conteúdo

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade