0

Maradona compara seleção argentina com um filme de terror

24 mar 2019
16h35
  • separator
  • comentários

Diego Maradona comparou no sábado o jogo da seleção argentina contra a Venezuela com um filme de terror.

O time argentino perdeu, na sexta-feira, por 3 x 1, contra a Venezuela, em um amistoso disputado em Madri que representou o retorno de Lionel Messi à equipe. 

"Não vejo filmes de terror. Não sei como os ineptos que continuam dirigindo a Argentina acreditavam que ganhariam da Venezuela", respondeu Maradona, a uma pergunta específica sobre a partida da Argentina. 

O técnico do Dorados de Sinaloa falou em uma entrevista coletiva depois que o seu time ganhou por 1 x 0 do Juárez, em partida atrasada da terceira rodada do torneio Clausura da segunda divisão do futebol mexicano. 

"Eu lamento porque me sinto muito argentino, mas com a outra camada de jogadores argentinos como (Óscar) Ruggeri, (Gabriel) Batistuta, (Claudio) Caniggia. Essa equipe não merece a camisa que veste. Esses que eu nomeei a tem tatuada. Demos a vida para que venha (Claudio) Tapia, que não tem ideia do que faz", disse Maradona. 

Tapia é o atual presidente da Associação de Futebol da Argentina (AFA). 

"Eu lamento pelo povo argentino que continua acreditando nesse mentiroso, eu lamento pelos jogadores que têm que colocar a cara. Quem tem que fazer isso são os dirigentes que estão afastando o prestígio que uma vez demos à seleção argentina", apontou Maradona. 

    (Reporte de Carlos Calvo Pacheco)

Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.
  • separator
  • comentários
publicidade