PUBLICIDADE

Segurança de diplomatas na Inglaterra, brasileiro impulsiona talentos e quer a própria academia

Leonardo Queiroz se mudou há alguns anos para a Inglaterra e ingressou no ramo de segurança, onde é bem-sucedido, mas está em busca de uma academia própria

21 out 2021 09h56
ver comentários
Publicidade

Faixa-preta de Jiu-Jitsu, Leonardo Queiroz se mudou há alguns anos para a Inglaterra em busca de novas oportunidades e precisou de uma outra atividade para conseguir o sustento da família. Foi então que o casca-grossa ingressou no ramo de segurança, onde é bem-sucedido e trabalha com estrelas do cinema, diplomatas, empresários e uma família irlandesa muito rica que vive em Londres, na capital inglesa. O brasileiro contou como a arte suave o ajuda na sua profissão.

Leo Queiroz, à esquerda, com o jovem talento Ollie Sarwa ao centro e Daz Force Jones (Foto: Arquivo Pessoal)
Leo Queiroz, à esquerda, com o jovem talento Ollie Sarwa ao centro e Daz Force Jones (Foto: Arquivo Pessoal)
Foto: Lance!

- As artes marciais me deram a sabedoria, a calma e autoconfiança para lidar com muitas situações, ainda mais neste ramo de segurança. Digo em relação à parte prática e teórica. Já conheci algumas pessoas em competições, que me viram na área da segurança e me indicaram para alguns trabalhos, principalmente em competições da UAEJJF, que sou árbitro e já lutei - disse.

Como fazer para conciliar o trabalho, a família e a prática esportiva? Atualmente, Leo puxa alguns treinos na academia do seu aluno Daz Force Jones, a Force Submission. O faixa-preta comentou sobre o desafio.

- É difícil, algumas vezes já permaneci mais de 15 horas acordado e ainda tive que arrumar um jeito de mexer com o esporte. Muitas vezes, só cochilei, ou nem dormi para ir dar um treino. Eu tenho que treinar na Fight Zone London com o professor e amigo Marco Canha, que é aluno do Ricardo Vieira, e depois arrumar um jeito de ir ajudar o Daz. No momento, estou indo toda semana no Daz dar aulas e ajudar em algo, aos poucos irei mais. Em breve encontrarei um lugar para abrir a minha academia, estou procurando, e assim que tiver, irei diminuir as minhas horas como segurança e transferirei para o esporte, onde amo tanto - projetou Leonardo.

Esse suporte que tem dado na Force Submission tem refletido em bons resultados, com algumas jovens promessas do MMA. Leo é responsável por afiar o chão dos atletas do time e vem impulsionando talentos em eventos pela Europa. A nova aposta é no jovem Ollie Sarwa.

- Rapaz, o Ollie fez a primeira luta de MMA aos 15 anos, começou a treinar com 10 e agora com apenas 21 anos fez a última luta de MMA amador, ganhando o cinturão no evento de amador do Cage Warriors em outubro. Eu dei a faixa-marrom de Jiu-Jitsu para ele - concluiu o brasileiro.

Lance!
Publicidade
Publicidade