1 evento ao vivo

Rafaela Silva perde bronze e Brasil fica sem medalha no 1º dia em Zagreb

Única lutadora do País na disputa de medalha ficou em quinto lugar

27 jul 2018
16h05
  • separator
  • 0
  • comentários

O judô brasileiro fechou o primeiro dia de disputas do Grand Prix de Zagreb, na Croácia, fora do pódio. O principal destaque do foi Rafaela Silva, a única lutadora do País que chegou a disputar uma medalha, mas acabou sendo derrotada pela húngara Hedvig Karakas, ficando na quinta colocação.

Na luta que valia o bronze na categoria até 57kg, Rafaela e Karakas receberam duas punições cada, o que levou a definição para o golden score. Com quatro minutos e meio de desempate, então, a brasileira foi punida por passividade, o que levou a húngara a faturar a medalha, mantendo Rafaela sem subir ao pódio no circuito mundial em 2018.

Rafaela Silva destaca o alto nível das competidoras nesta edição do Mundial
Rafaela Silva destaca o alto nível das competidoras nesta edição do Mundial
Foto: Divulgação / Estadão

Antes desse revés, a brasileira havia somado três vitórias em Zagreb, diante de Corina Stefan, da Romênia, Ivelina Ilieva, da Bulgária, e Nora Gjakova, do Kosovo. Nas semifinais, porém, perdeu para a canadense Jessica Klimkait, por um waza-ari.

Já os outros brasileiros que competiram nesta sexta-feira não foram bem em Zagreb. Na mesma categoria, Kamila Silva perdeu por ippon para a alemã Theresa Stoll. Gabriela Chibana (48kg) até venceu na estreia a alemã Mira Ulrich, mas perdeu nas oitavas de final para a italiana Francesca Milani.

No naipe masculino, Raphael Miaque (60kg) conseguiu duas vitórias, sobre Roy Koffijberg, da Holanda, e Yanislav Gerchev, da Bulgária. Nas oitavas de final, no entanto, perdeu para o indiano Vijay Yadav. Já Diego Santos (66kg) foi eliminado logo na estreia por ippon para o ucraniano Bogdan Iadov.

Neste sábado, no Grand Prix de Zagreb, o judô brasileiro será representado por Alexia Castilhos (63kg), Amanda Oliveira (70kg) e João Pedro Macedo (81kg). O evento se encerrará no domingo.

Estadão
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade