PUBLICIDADE

Pronto para o III Regional Norte de Parajiu-Jitsu, Rodolfo Tavares destaca torneio e parceria

Rodolfo saiu de São José dos Campos, em São Paulo, para disputar o torneio de Parajiu-Jitsu em Manaus, no Amazonas

29 jun 2022 - 14h04
Ver comentários

Hoje aos 32 anos, o brasileiro Rodolfo Tavares viu a sua vida mudar através do esporte, principalmente após sofrer um tiro em 2018, que resultou na amputação da sua perna direita. Entretanto, engana-se quem pensa que Rodolfo desistiria ali.

Rodolfo Tavares (à esquerda) em treino com a sua equipe, Duda JJ (Foto: Arquivo pessoal)
Rodolfo Tavares (à esquerda) em treino com a sua equipe, Duda JJ (Foto: Arquivo pessoal)
Foto: Lance!

Pelo contrário. Apenas 45 dias depois da amputação, Rodolfo Tavares começou na Natação, passou por um processo de autoconhecimento e, desde então, pratica Vôlei sentado, corrida de rua, Wrestling, Futebol de amputados, entre outras modalidades. Sua grande paixão atualmente, porém, é o Parajiu-Jitsu.

Oriundo do Judô, onde é faixa-marrom, Rodolfo treina Jiu-Jitsu na Duda JJ, em São José dos Campos (SP), e está na faixa azul. Recentemente, ele foi aprovado em uma "peneira" com outros 19 atletas que passaram a receber apoio da USA Hemp Brasil.

A empresa especializada em cannabis medicinal vem investindo forte no esporte brasileiro, e o primeiro passo dessa parceria irá acontecer nos dias 9 e 10 de julho, quando Rodolfo Tavares disputará o III Regional Norte de Parajiu-Jitsu em Manaus, no Amazonas.

- O esporte é tudo pra mim, é qualidade de vida, saúde física e mental, amigos... E participar do III Regional Norte de Parajiu-Jitsu é um sonho se realizando. O caminho é longo, de São José dos Campos para São Paulo capital, mais três dias de ônibus até Rondônia, uma pausa, depois mais ônibus até Manaus, mas por amor ao esporte vale tudo - disse o faixa-azul, que ainda relembrou seu primeiro contato com o Parajiu-Jitsu.

- Conheci a modalidade na seletiva paulista que teve para o primeiro Campeonato Brasileiro de Parajiu-Jitsu, que ocorreu em Santa Catarina, Florianópolis, em 2019. Minha classificação é acima do joelho, pois sou amputado, também participo de algumas competições convencionais (sem deficiência), porém o foco atual é no Parajiu-Jitsu.

Animado para representar o Jiu-Jitsu do Vale do Paraíba no Amazonas - celeiro de grandes campeões -, Rodolfo Tavares exaltou a organização do III Regional Norte de Parajiu-Jitsu, com um trabalho da FAJJP voltado para o paratleta e premiação em dinheiro, e pediu mais competições assim. Por fim, destacou a importância da USA Hemp Brasil na busca pelos seus sonhos.

- Esse apoio vem sendo muito bacana, dá mais peso no meu currículo. Além disso, é fundamental para um atleta ter esses cuidados, como acompanhamento médico, por exemplo. A vida do atleta de Jiu-Jitsu no Brasil não é fácil, são muitas viagens, inscrições, alimentação, falta de incentivo, então espero que a parceria com a USA Hemp Brasil abra ainda mais portas pra mim - encerrou.

Lance!
Publicidade
Publicidade