2 eventos ao vivo

Em cinco finais, Brasil é ouro com Sarah Menezes e Charles Chibana

20 jul 2013
13h05
atualizado às 17h44
  • separator
  • 0
  • comentários

O Brasil teve ótimo desempenho no primeiro dia de disputas do Grand Slam de judô de Moscou. Em cinco decisões, a equipe conquistou duas medalhas de ouro, com Sarah Menezes e Charles Chibana. Além disso, os representantes nacionais levaram outras três medalhas de prata e duas de bronze.

Sarah teve menos punições que Galbadrakh
Sarah teve menos punições que Galbadrakh
Foto: AP

Na decisão da categoria até 48 kg, a campeã olímpica e líder do ranking mundial Sarah Menezes derrotou a mongol Otgontsetseg Galbadrakh por ter acumulado menos punições. Enquanto isso, Charles Chibana aplicou dois wazaris (um ippon) sobre o britânico Colin Oates para subir ao lugar mais alto do pódio na categoria até 66 kg. Os dois somam 500 pontos no ranking mundial.

<p>Charles vai escalar posições no ranking mundial de judô</p>
Charles vai escalar posições no ranking mundial de judô
Foto: Confederação Brasileira de Judô / Divulgação

Por outro lado, Felipe Kitadai (até 60 kg) foi superado por ippon pelo georgiano Amiran Papinashvili, mesmo destino de Érika Miranda (até 52 kg) contra a finlandesa Jaana Sundberg e Ketleyn Quadros (até 57 kg) diante da alemã Myrian Roper.

Com as medalhas de prata, todos somam 300 pontos no ranking das categorias. Além deles, Luiz Revite (até 66 kg) e Rafaela Silva (até 57 kg) garantiram mais duas medalhas para o Brasil ao terminarem no terceiro lugar.

Neste domingo, a equipe brasileira será representada no tatame por Katherine Campos (até 63 kg), Mariana Silva (até 63 kg), Maria Portela (70 kg), Bárbara Timo (até 70 kg), Mayra Aguiar (até 78 kg), Maria Suelen Altheman (mais que 78 kg), Rochele Nunes (mais que 78 kg), Victor Penalber (até 81 kg), Mauro Moura (até 81 kg), Eduardo Bettoni (até 90 kg), Renan Nunes (até 100 kg), Luciano Corrêa (até 100 kg), Rafael Silva (mais que 100 kg) e David Moura (mais que 100 kg).

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade