2 eventos ao vivo

Diogo Silva força golden score, mas perde no desempate e disputa bronze

9 ago 2012
12h33
atualizado às 15h23
  • separator
Allan Farina
Direto de Londres

Quarto colocado em Atenas 2004, Diogo Silva teve uma nova oportunidade para disputar uma medalha olímpica, já que em Pequim, há quatro anos, o atleta não esteve na China com a delegação do País. Nesta quinta-feira, o brasileiro alcançou a semifinal e encarou o iraniano Mohammad Bagheri Motamed, que eliminou o afegão Rohullah Nikpah, bronze em Pequim. Contudo, o paulista não resistiu e sucumbiu no desempate (45 a 17), após igualdade por 5 a 5, dando adeus ao ouro e indo disputar agora o terceiro lugar com o britânico Martin Stamper.

» Vote na maior decepção brasileira nos Jogos de Londres
» Escolha o esporte e assista aos vídeos da Olimpíada de Londres
» Saiba tudo sobre os medalhistas do Brasil em Londres
» Veja como foram as conquistas dos brasileiros
» Confira a programação de ao vivo do Terra
» Veja a agenda e resultados dos Jogos de Londres

O primeiro round foi equilibrado, mas o brasileiro sofreu uma queda que por pouco não lhe rendeu uma lesão. Após se recuperar, Diogo seguiu com o combate, que permanecia amarrado. A etapa inicial terminou com empate por 0 a 0, com ambos os atletas se estudando bastante e sem conseguir encaixar golpes certeiros.

A segunda etapa contou com vantagem do iraniano, que contou com dois vacilos do brasileiro e recebeu dois pontos da arbitragem. Motamed demonstrava mais tranquilidade, e sabia administrar a diferença obtida ao longo do round. Assim, ganhou por 2 a 0 e foi à parcial final precisando apenas controlar a luta.

O iraniano ampliou a vantagem no início do terceiro round, mas Diogo Silva rapidamente devolveu o golpe. Mas, advertido, foi obrigado a manter a cautela e demonstrava não estar em suas melhores condições físicas, graças ao pé esquerdo machucado no início do combate.

O direito também sentiu no fim, o brasileiro sofreu mais advertências e, quando encaminhava para uma derrota por 5 a 1, acertou um chute espetacular na cabeça do rival que empatou o duelo a seis segundos do fim. Mas, no golden score, a igualdade seguiu e, no desempate, Diogo perdeu por 45 a 17.

Duelos pela manhã

O semblante tranquilo e focado de Diogo Silva refletiram a postura do brasileiro no combate da manhã desta quinta, contra o jordaniano Mohammad Abulibdeh. O atleta sul-americano venceu por 7 a 5 e garantiu passagem para a semifinal do torneio válido pela categoria até 68 kg e disputado na Olimpíada de Londres.

Mesmo depois de sofrer 1 a 0 do atleta adversário e receber um golpe nas partes íntimas (que valeu uma punição ao jordaniano), o brasileiro assumiu o controle do combate e começou a pontuar, investindo em contra-ataques. O representante nacional conseguiu abrir 5 a 1 e tranquilizar o combate durante o último round.

A grande vantagem, contudo, diminuiu rapidamente. O jordaniano, segundo a arbitragem, atingiu Diogo Silva com um chute alto, atingindo o competidor nacional na cabeça. Tal ação rendeu três pontos ao atleta, que diminuiu abruptamente a diferença no marcador nos últimos segundos do duelo pelas quartas de final.

Com pouco tempo, o jordaniano buscou uma blitz que revertesse o marcador contra o brasileiro. Bem focado e tranquilo no combate, apesar da pressão final, Diogo Silva respondeu com eficientes contra-ataques e obteve a vitória por 7 a 5.

"Vou entrar muito forte, já é disputa de medalha, mas vou manter a mesma disciplina e paciência de todas as lutas", garantiu Diogo Silva, que não se mostrou incomodado com a polêmica decisão do árbitro de assinalar o chute alto do jordaniano. "Não me preocupo com isso, independente do placar, vou lutar contra o árbitro, contra torcida, contra os atletas. Hoje luto com qualquer um", discursou o confiante atleta.

O brasileiro empatou a luta a 6s do fim, mas foi derrotado após Golden Score
O brasileiro empatou a luta a 6s do fim, mas foi derrotado após Golden Score
Foto: Bruno Santos / Terra

Veja também:

Editor do L! analisa duelo quente nos bastidores antes da decisão da Taça Rio
Fonte: Terra
publicidade