PUBLICIDADE

Dana afirma que Peña 'terá de ver um cirurgião plástico' após levar 'surra' de Amanda Nunes no UFC 277

Presidente do UFC elogia bastante a lutadora brasileira na recuperação do título na peso-galo

1 ago 2022 - 13h50
Ver comentários

O "atropelo completo" na vitória de Amanda Nunes sobre Julianna Peña, segundo as palavras de Dana White, vai custar caro a agora ex-campeã peso-galo. Os golpes da brasileira, que recuperou o cinturão da categoria no UFC 277, em Dallas, nos EUA, provocaram ferimentos e sangramentos fortes na norte-americana descendente de venezuelanos, que precisou ser levada ao hospital depois do combate.

Julianna Peña foi derrotada por Amanda Nunes na luta principal do UFC 277, no último sábado (Foto: AFP)
Julianna Peña foi derrotada por Amanda Nunes na luta principal do UFC 277, no último sábado (Foto: AFP)
Foto: Lance!

Na coletiva realizada após o término do evento, o presidente do UFC contou mais sobre o estrago e afirmou que a lesão mais contundente, provocada por cotoveladas de Amanda, causou um ferimento enorme em sua testa, uma espécie de buraco, que terá de ser examinado por um cirurgião plástico.

- Julianna tem um grande pedaço faltando na testa. Ela vai ver um cirurgião plástico agora. (Ela vai) levar algum tempo para melhorar, e então eu não sei. Ela ficou muito machucada esta noite. Foram cinco ou seis knockdowns nos dois primeiros rounds. Ela estava ferida. Ela precisa tirar uma folga, relaxar, passar um tempo com a filha e então vamos partir daí - disse Dana White, que não poupou elogios ao desempenho da brasileira:

- Quanto a Amanda, ela é a campeã dupla, eu a adoro, é ótimo trabalhar com ela, e vou fazer o que ela quiser. Se ela quer colocar em jogo o cinturão peso-pena, é o que ela fará. Uma trilogia contra Valentina também não é uma má ideia. Não estou dizendo que ela acontecerá. Mas não é uma má-ideia -.

Perguntado sobre o confronto, o dirigente comentou que os juízes acertaram em dar grande vantagem à brasileira. Em sua opinião, Amanda talvez tenha administrado o confronto, pois não partiu para decidir a luta, ao contrário de outras atuações no octógono. A brasileira, aliás, chegou à coletiva andando com auxílio de muletas e com o olho direito bem inchado, mas não deve ter problemas para se recuperar rapidamente.

Lance!
Publicidade
Publicidade