5 eventos ao vivo

Zagueiro Juninho fala sobre a permanência no Bahia e a má fase do time na reta final do BR-19

Defensor é um dos destaques do Tricolor na temporada e prolongou o seu vínculo até 2022

5 nov 2019
18h25
  • separator
  • 0
  • comentários

Se antes o Bahia sonhava com uma vaga na Libertadores da América 2020, atualmente a história é bem diferente. Sem vencer nos últimos quatro jogos, o Esquadrão de Aço caiu para a décima posição e agora tenta recuperar a sua auto-estima para terminar de maneira positiva o Brasileirão.Na coletiva desta terça-feira, o zagueiro Juninho, um dos poucos jogadores que mantiveram a regularidade nesta má fase do Tricolor, espera que o time demonstre concentração e poder de reação diante da Chapecoense, nesta quarta-feira.

Foto: Felipe Oliveira/E.C. Bahia
Foto: Felipe Oliveira/E.C. Bahia
Foto: Lance!

'O jeito é superar a fase ruim ganhando. Não tem outra palavra. A torcida vai com o momento do time. E o momento não é bom. A gente tem que entender, mas não pode se desesperar, senão a coisa acaba piorando. Tem que manter a cabeça no lugar e conquistar os três pontos', afirmou.

Em outro trecho da conversa com a imprensa, o defensor falou sobre a sua renovação de contrato com o Tricolor. Emprestado pelo Palmeiras até dezembro, o jogador demonstrou o seu valor e foi comprado pelo Bahia até 2022.

'Precisava ficar em um lugar onde teria ritmo de jogo, confiança da torcida, dos companheiros. Foi o que influenciou mais', finalizou.

Lance!
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade