1 evento ao vivo

Xodó, Patrick de Paula tem credencial extra para agradar Luxa: bate falta

Antes da pausa pelo coronavírus, torcedores pediam a entrada do volante de 20 anos no time titular do Palmeiras, e seu histórico nas categorias de base conta com gols de falta

28 mar 2020
08h05
atualizado às 08h05
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

A paralisação dos campeonatos e treinamentos por conta da pandemia do coronavírus interrompeu um momento de ascensão de Patrick de Paula e até de pressão de torcedores para que o volante virasse titular do Palmeiras. Além da qualidade com a bola rolando, o jogador de 20 anos de idade tem uma credencial que agrada Vanderlei Luxemburgo: sabe bater faltas.

Patrick de Paula mostrou qualidade batendo faltas nas categorias de base do Verdão (Agência Palmeiras/Divulgação)
Patrick de Paula mostrou qualidade batendo faltas nas categorias de base do Verdão (Agência Palmeiras/Divulgação)
Foto: Lance!

O técnico desembarcou no Verdão disposto a ter gols de falta com mais frequência, inclusive estimulando a prática depois dos treinamentos, como não vinha sendo comum, para minimizar o desgaste dos atletas. Balançar as redes assim é tão raro que, no ano passado, aconteceu só uma vez: Moisés cobrou do meio-campo e gerou falha grotesca do goleiro para definir a vitória por 1 a 0 sobre o Sampaio Corrêa, no Maranhã, pela Copa do Brasil, em 22 de maio.Luxemburgo já ouviu falar do histórico do camisa 5 como batedor de faltas. Ao ser contratado, em dezembro, o técnico conversou com Wesley Carvalho, treinador do meio-campista no time sub-20 do clube até o ano passado, e o viu definir, entre as características de fazer a equipe jogar com sua dinâmica, como alguém que faz "grandes gols de falta e é um ótimo cobrador de pênalti".

Não à toa, Patrick de Paula é um dos que passavam mais tempo batendo faltas depois dos treinamentos até a paralisação da temporada. O volante tinha a frequente companhia de Gabriel Menino, Zé Rafael, Lucas Lima, Gustavo Scarpa, entre outros com qualidade.

Até por esse estilo, Luxemburgo começou o ano apostando no garoto, já o colocando como titular no primeiro jogo de 2020, no 0 a 0 diante do colombiano Atlético Nacional, na Florida Cup, durante a pré-temporada, nos Estados Unidos. Depois, sentiu que o jovem precisava de mais confiança, mas, desde então, ele já se destacou começando o jogo na vitória por 3 a 1 sobre o Mirassol e no 1 a 1 diante da Ferroviária, sendo aplaudido no Allianz Parque.

As atuações transformaram Patrick em uma espécie de xodó dos palmeirenses. Quando saiu do banco no último jogo no estádio alviverde, seu chamado foi celebrado como um gol. Entrando no lugar de Ramires, intensamente contestado, foi decisivo no lance em que Luiz Adriano balançou as redes pela terceira vez, limpando a jogada e lançando para Dudu fazer a assistência.

Diante do que poderia se tornar uma pressão, o discurso da comissão técnica e até do capitão Felipe Melo é de sempre ter cautela para evitar precipitações com alguém que está em seu primeiro ano como profissional. Patrick de Paula, de qualquer forma, já sabe que agrada: renovou até 2024 o seu contrato, que acabava no fim de 2022, ganhou aumento e é o terceiro mais utilizado entre os promovidos da base para 2020, com nove jogos e 400 minutos em campo.

Veja também:

DIÁRIO L! DA COPA DE 70: a repercussão da vitória da Seleção sobre os tchecos na estreia do mundial
Lance!
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade