8 eventos ao vivo
Logo do Corinthians
Foto: Daniel Augusto Jr / Agência Corinthians

Corinthians

Xodó no Corinthians, Pedrinho vê marcação mais forte dos adversários

Meia-atacante de 20 anos marcou seu terceiro gol pelo Corinthians no amistoso contra o Cruzeiro, na última quarta-feira, e concedeu entrevista coletiva nesta quinta

12 jul 2018
18h03
atualizado às 18h03
  • separator
  • comentários

O cenário se repete em todos os jogos na Arena Corinthians: muitos aplausos para Pedrinho, meia-atacante de 20 anos que é o xodó da torcida. Após ter novamente seu nome gritado pela Fiel, o jogador entrou no segundo tempo do amistoso contra o Cruzeiro e marcou o gol de empate por 2 a 2. Nesta quinta, dia seguinte, ele concedeu entrevista coletiva no CT Joaquim Grava e disse que vai buscar atuar mais perto do gol.

- Fico feliz de poder entrar e ajudar a equipe, corresponder à expectativa do torcedor. Sei que eu fazia grandes jogadas, mas, muitas vezes, não resultava em números, em gols. Procurar jogar mais perto do gol para isso acontecer mais. Sempre quero fazer gol, é gostoso, importante. Fica com saudade, mas espero fazdr o máximo de gols possível - afirmou Pedrinho, que tem três gols em 48 jogos pelo Timão.

- Nunca fui um fazedor de gols, desde a base, sempre fui mais um meia central, preferia dar o passe a fazer o gol. Eles (familiares e amigos) sempre cobram, pedem para eu concentrar mais, crítica construtiva. O gol sempre quero fazer, mas vai sair no momento certo - acrescentou.

Desde o ano passado no elenco profissional do Corinthians, Pedrinho acredita que a marcação adversária tem ficado mais forte em cima dele.

- A gente sempre conversa sobre isso, tem notado muitas vezes que antes eles deixavam mais espaço. Hoje a marcação vem até dobrada, diminui minha individualidade. Tem jogos que eu faço menos, outros mais, tem que estar sempre de olho no que o marcador vai fazer para poder desempenhar minhas jogadas - analisou Pedrinho.

LANCE!

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade