0

Xavi recusa proposta do Barça para assumir comando imediatamente

Segundo o jornal 'Marca', atual técnico do Al-Sadd quer cumprir contrato com o clube do Qatar, que vai até 2021. Valverde segue no comando blaugrana, ao menos por enquanto

12 jan 2020
11h38
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

Xavi não será o treinador do Barça. Pelo menos neste momento. Segundo informações do diário espanhol 'Marca', o ídolo do Barcelona recusou a proposta do clube catalão e vai permanecer no Oriente Médio até o final da temporada. Seu contrato vai até junho de 2021 e Xavi, a princípio, pretende cumprir até o final, mas não está descartada uma nova negociação no meio deste ano.

Xavi pelo Al-Sadd no Mundial de Clubes: espanholrecusa o Barça epermanece no Qatar(Foto: KARIM JAAFAR / AFP)
Xavi pelo Al-Sadd no Mundial de Clubes: espanholrecusa o Barça epermanece no Qatar(Foto: KARIM JAAFAR / AFP)
Foto: Lance!

A publicação do jornal espanhol lista cinco fatores para a recusa de Xavi ao clube que o formou neste momento. Veja abaixo quais são.

- Xavi quer começar um trabalho desde o início da temporada, e não na metade do caminho;
- Xavi respeita Ernesto Valverde, atual treinador do Barcelona, que termina seu contrato em junho;
- Xavi respeita também o Al-Sadd por ter lhe dado sua primeira oportunidade como treinador. O clube foi o último de sua carreira como jogador;
- O Al-Sadd está classificado para a final da Copa do Qatar, que será disputada na próxima sexta-feira, contra o Al-Duhail. No último sábado o time de Xavi venceu o Al-Rayyan por 4 a 1;
- Xavi é braço-direito de Víctor Font, principal opositor de Josep Maria Bartoneu nas eleições do Barcelona no ano que vem. Bartomeu é o atual presidente do clube.

Do outro lado, Ernesto Valverde está no olho do furacão. Muito pressionado, o técnico do Barcelona tem contrato até o final desta temporada. Após a derrota para o Atlético de Madrid pela Supercopa da Espanha, o espanhol teve sua permanência assegurada por membros da diretoria, incluindo o presidente do clube.

No entanto, na sexta-feira, dois dirigentes do clube culé foram até Doha para negociar com o ex-meia do Barcelona. O recado é claro e o Barça não está satisfeito com o atual técnico.

Veja também:

Editor do L! analisa sorteio de mando na final da Taça Rio
Lance!
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade