0

Vôlei Renata mantém embalo na Superliga e vence o São Judas

Equipe campineira levou a melhor no segundo jogo em casa. Sesc RJ, Fiat/Minas e EMS Taubaté Funvic também venceram neste sábado. Confira os resultados!

28 out 2018
11h00
  • separator
  • 0
  • comentários

Após estrear na Superliga masculina com vitória sobre o atual campeão Sada Cruzeiro, o Vôlei Renata garantiu sua segunda vitória neste sábado, ao bater o São Judas Voleibol no ginásio do Taquaral. Com o apoio da torcida, o grupo comandado pelo técnico Horacio Dileo fez 3 sets a 0, com parciais 25/15, 25/21 e 25/22.

Apesar do resultado negativo do São Judas, o ponteiro Willian foi o maior pontuador do jogo, com 11 acertos (10 de ataque e um de saque). Já o central do Vôlei Renata, Michel, foi eleito o melhor jogador em quadra por votação popular na internet, e foi premiado com o Troféu VivaVôlei.

- Temos treinado duro e esse prêmio é uma recompensa. Estou muito feliz. Enfrentamos um time que se montou há pouco tempo, tínhamos poucas informações, mas já deu para ver que vai dar trabalho. A Superliga Cimed é um dos campeonatos mais difíceis do mundo e temos que estar atentos. Hoje jogamos em casa e é sempre muito bom. A torcida nos impulsiona o tempo todo - comentou Michel.

Vôlei Renata fez 3 a 0 sobre o São Judas Voleibol na noite deste sábado (Foto: Luciano Claudino/Vôlei Renata)
Vôlei Renata fez 3 a 0 sobre o São Judas Voleibol na noite deste sábado (Foto: Luciano Claudino/Vôlei Renata)
Foto: Lance!

Fora de casa, Sesc RJ estreia com vitória sobre o Maringá

Sesc RJ vence Maringá na estreia da Superliga masculina (Foto: Fernando Tanaka/Maringá Vôlei)

No ginásio Chico Neto, em Maringá, o Sesc RJ superou o desafio de enfrentar o adversário fora de casa e estreou com vitória sobre o Telecom Maringá Vôlei. No confronto deste sábado, a equipe carioca foi desfalcada pelo técnico Giovane Gávio, que conquistava o título do Campeonato Sul-Americano Sub-21, na Argentina. Sem o treinador, coube ao assistente Pedro Uehara auxiliar o Sesc, que garantiu a vitória por 3 sets a 1, com parciais 25/21, 25/21, 20/25 e 25/14.

O levantador Thiaguinho foi eleito o melhor jogador da partida e recebeu o Troféu VivaVôlei. Dois jogadores, um de cada time, Daniel, da equipe da casa, e Djalma, do time carioca, foram os maiores pontuadores, com 12 acertos cada um.

- Foi um jogo difícil. O time de Maringá jogou muito bem, estava bem na recepção. Nós forçamos o saque, mas não estávamos conseguindo causar problemas na recepção deles, mas nosso ataque funcionou bem nos dois primeiros sets. No terceiro, nosso ataque caiu e consequentemente eles venceram porque mantiveram a qualidade do passe. No quarto, mudamos o saque, passamos a sacar flutuado e o set andou mais tranquilo - analisou Uehara.

EMS Taubaté Funvic bate Caramuru Vôlei em Ponta Grossa (PR)

EMS Taubaté Funvic venceu o Caramuru Vôlei em Ponta Grossa (PR), na primeira rodada da Superliga(Foto: José Tramontin/Caramuru Vôlei)

No último jogo da noite, mais um visitante se destacou. Jogando na Arena Multiuso, em Ponta Grossa (PR), o EMS Taubaté Funvic venceu o Caramuru Vôlei por 3 sets a 0, com parciais 25/16, 25/19 e 25/20. O central Lucão foi o maior pontuador da partida, com 14 acertos (10 de ataque, um de saque e três de bloqueio). Além disso, ele também foi votado como o melhor jogador da partida e levou o Troféu VivaVôlei.

- Foi um bom jogo, onde conseguimos controlar o jogo inteiro. A equipe toda fez uma boa partida, muito equilibrada, principalmente nos dois primeiros sets, quando conseguimos eliminar o time deles na parte defensiva, no bloqueio e contra-ataque e essa foi a tônica do jogo. Nosso bloqueio funcionou muito bem. Conseguimos neutralizar o ataque deles e fizemos uma partida bastante regular - concluiu o central campeão olímpico.

Lance!
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade