0

Vila Nova abre vantagem do Z4 batendo o Londrina

Jogo no Estádio do Café teve apenas um gol em colaboração imensa dada pelo goleiro Matheus Albino

27 set 2019
21h21
  • separator
  • 0
  • comentários

Atuando na cidade de Londrina contra o time da casa, o Vila Nova seguiu com sua sina de pontuar mais fora de casa do que como mandante conseguindo uma importante vitória por 1 a 0 em gol de Bruno Mezenga com a "assistência" do arqueiro do Tubarão, Matheus Albino.

Seja lá como for, fato é que os três pontos do Vila serviram para afastar a equipe da zona de rebaixamento, abrindo no momento três pontos do primeiro ocupante da mesma, o Vitória (28 contra 25). A equipe londrinense, por sua vez, seguiu com 28 unidades e está em 15° lugar, apenas uma posição à frente dos goianos.

COMEÇO ABERTO

Com os dois times precisando bastante do resultado, disposição e atitude para abrir a contagem, principalmente nos 15 primeiros minutos, motivou o surgimento de pelo menos três oportunidades muito interessantes de marcar sendo duas delas do Tubarão e uma delas do Vila.

Ao receber passe em totais condições de marcar, com apenas um minuto, João Paulo pecou na finalização e desperdiçou na finalização frente a frente com o arqueiro Rafael Santos. O mesmo problema aconteceu com Matheusinho onde, aos 14 recebendo quase que uma assistência de Higor Leite, errou o chute e protagonizou uma furada constrangedora.

Já do lado do Vila, Alan Mineiro aproveitou a excelente jogada de Diego Rosa, fintou o arqueiro Matheus Albino, mas acabou vendo a recuperação da zaga no momento da finalização.

USOU SUA ARMA

A partida "esfriou" depois desse período, seja pela natural impossibilidade de manter a alta rotação do princípio como também a dificuldade em superar as defesas adversárias mediante a sucessão de erros. Lances, aliás, que retratam bem a situação dos dois times na tabela de classificação.

Aos 39, Alan Mineiro conseguiu sair da mesmice ao arriscar um chute de fora da área que deu trabalho para Matheus Albino e deu esperança de que a segunda etapa poderia ser mais criativa.COM AS PENAS NA MÃO!

Logo na primeira finalização dada de média distância por Bruno Mezenga, um chute que parecia fácil de ser contido por Matheus Albino acabou se tornando um frango dos mais incríveis.

Na batida do camisa 9 do time goiano, aos quatro minutos, a curva da bola deixou Albino totalmente desconcertado e a bola passou no meio das suas mãos de maneira impressionante e balançou as redes.

CORRENDO ATRÁS DO PREJUÍZO

Contraíndo a terceira derrota em sequência, o time de Claudio Tencati praticamente se atirou ao ataque da maneira que conseguia, mas esbarrou em uma noite absoluta inspirada do arqueiro do Vila Nova. Com pelo menos quatro defesas de suma importância, o goleiro do Tigrão conteve o ímpeto do Tubarão no Estádio do Café e impôs a segunda derrota seguida do time paranaense em seus domínios.

Lance!
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade