0

Entenda lucro de Palmeiras e Atlético-MG com Róger Guedes

O Palmeiras, dono de 25% dos direitos econômicos do atacante, ficará com 45,26% do total da venda; Atlético-MG ficará com 27% do total

12 jul 2018
19h33
atualizado às 20h05
  • separator
  • comentários

Palmeiras, Atlético-MG e Criciúma concluíram nesta quinta-feira (12) uma complexa negociação que levará o atacante Róger Guedes para o Shandong Luneng, da China. O time paulista e os mineiros acabaram saindo no lucro.

O valor total da venda é de 9,5 milhões de euros (R$ 43 milhões).

O Palmeiras, dono de 25% dos direitos econômicos do jogador, levará 45,26% do valor total: 4,3 milhões de euros (R$ 19,5 milhões).

Caso a negociação não se concretize, Róger Guedes volta ao Atlético-MG
Caso a negociação não se concretize, Róger Guedes volta ao Atlético-MG
Foto: LANCE!

O Atlético-MG, clube para o qual o jogador estava emprestado até dezembro deste ano, tinha direito a 5% do valor total como taxa de vitrine. No fim, ficará com 27%: 2,5 milhões de euros (R$ 11,3 milhões).

O Criciúma, dono de 75% dos direitos econômicos de Guedes, cedeu e ficou com o restante: 2,7 milhões de euros (R$ 12,2 milhões).

Embora o martelo já tenha sido batido, há um pequeno risco de que a venda não se concretize porque a janela chinesa fecha em poucas horas, nesta sexta-feira (13). Se isso acontecer, Guedes volta ao Atlético-MG e cumpre seu contrato até dezembro.

Parte do valor arrecadado pelo time alviverde na venda de Róger Guedes será usada para ressarcir o ex-presidente Paulo Nobre, que pagou R$ 2,5 milhões ao Criciúma para comprar 25% dos direitos em 2016. Nobre tem direito a receber este valor com uma pequena correção.

Veja também:

LANCE!

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade