2 eventos ao vivo

Veja os possíveis adversários do Corinthians na Copa Sul-Americana

Timão conhece, nesta segunda, seu adversário no torneio internacional. Lista conta com campeões do mundo, da Libertadores, clubes brasileiros e um fantasma do passado...

13 mai 2019
08h17
  • separator
  • 0
  • comentários

Na noite desta segunda, às 21h (horário de Brasília), o Corinthians conhece seu adversário na segunda fase da Copa Sul-Americana. A definição do confronto é vital para o planejamento do Timão para a sequência da temporada, já que é possível enfrentar equipes nacionais, como Galo e Botafogo, e também rivais distantes, como os venezuelanos e equatorianos.

Na lista de possíveis confrontos para o Alvinegro há campeões da Libertadores, campeões do mundo e campeões nacionais. Também tem time não tão conhecido no Brasil e um clube colombiano que é um fantasma na história recente do clube. Veja a lista completa abaixo!

Na primeira fase da Sul-Americana, o Corinthians despachou o Racing, nos pênaltis (NELSON ALMEIDA / AFP)
Na primeira fase da Sul-Americana, o Corinthians despachou o Racing, nos pênaltis (NELSON ALMEIDA / AFP)
Foto: Lance!

Atlético-MG
É um dos primeiros colocados no Campeonato Brasileiro e uma equipe com quem o Corinthians já tem certa rivalidade. O Galo ficou no na terceira colocação do Grupo E da Copa Libertadores, com apenas duas vitórias em seis jogos. A viagem curta seria um benefício para o Timão. Por outro lado, a equipe de Minas Gerais tem jogadores experientes como Elias, Ricardo Oliveira e Vitor, o que dificultaria a vida da equipe paulista.

Botafogo
A equipe carioca vive uma ascensão sob o comando de Eduardo Barroca. Depois de um início de ano complicado, com atuações ruins e eliminação precoce no Campeonato Carioca, o Botafogo vem de três vitórias seguidas no Brasileirão e está na ponta de cima da tabela. É um adversário histórico do Corinthians e um dos confrontos mais revelantes do futebol nacional.

Independiente-ARG
Maior vencedor da história da Copa Libertadores, com sete conquistas, o clube de Avellaneda é um dos adversários mais temidos no Pote 1. Os argentinos, embora não tenham feito uma campanha brilhante no campeonato nacional (7ª colocação), estão acostumados com competições internacionais. O time chegou nesta fase após eliminar o Binacional, do Peru, com duas vitórias em dois jogos.

Colón-ARG
Outro argentino que pode estar no caminho do Corinthians. O clube de Santa Fé não fez uma boa campanha no último campeonato nacional, tendo feito apenas 24 pontos em 75 disputados, e terminado a competição no antepenúltimo lugar. Mesmo assim, o Colón tem um estádio conhecido como 'Cemitério de Elefantes' por já ter derrubado grandes forças do futebol. No ano passado, os hermanos despacharam o São Paulo da Sul-Americana.

Peñarol-URU
Um dos adversários mais tradicionais desta lista. Atual campeão uruguaio, o Peñarol foi eliminado da Copa Libertadores na fase de grupos e, por isso, pode estar na rota do Corinthians. O tradicional time de Montevidéu venceu o Flamengo, em pleno Maracanã, e tem um elenco acostumado com jogos grandes, como o meia-atacante Cristian Rodríguez, com passagens por Atlético de Madrid e PSG.

Cerro-URU
Localizado em Montevidéu, capital uruguaia, o Cerro é um clube de média expressão no país vizinho. A equipe nunca conquistou um título expressivo e participou de apenas três edições da Copa Libertadores em toda sua história (1995, 2010 e 2017). O time uruguaio chegou a esta fase após despachar a UTC, do Peru.

Tolima-COL
O Corinthians pode reencontrar o personagem de um de seus maiores vexames história. Algoz do Timão na Pré-Libertadores de 2011, o Tolima está na Copa Sul-Americana após ser eliminado do Grupo G da Libertadores, com Boca Juniors, Athletico-PR e Jorge Wiltersmann. Apesar do fracasso no principal torneio do continente, o time de Ibagué é o atual colombiano e pode, de novo, ser uma pedra no sapato do Alvinegro.

Atlético Nacional-COL
Campeões da Copa Libertadores em 1989 e 2016, o clube Atlético Nacional é uma das pedreiras que podem aguardar o Corinthians no sorteio desta segunda. Os colombianos foram despachados na terceira fase da Copa Libertadores e nem sequer chegaram à fase de grupos. Popular em seu país, o Atlético Nacional é um dos clubes mais tradicionais do norte do continente. Fora isso, a viagem de São Paulo até Medellín leva quase seis horas.

Universidad Católica-CHI
Os chilenos estavam no Grupo H da Copa Libertadores e perderam a vaga para as oitavas de final para o Grêmio, na última rodada da fase de classificação. O time de Santiago venceu o próprio clube gaúcho e o Rosário Central na fase de grupos. A Católica é a atual campeã do Chile e está acostumada com jogos internacionais.

Palestino-CHI

A equipe chilena está na Copa Sul-Americana após ser desclassificada no Grupo A da Copa Libertadores, uma das chaves mais difíceis desta edição do torneio, com Internacional, River Plate e Alianza Lima. Apesar disto, o Palestino despachou o Independiente Medellín, da Colômbia, e o Talleres, da Argentina, na Pré-Libertadores. O clube não é um dos mais populares de seu país, mas vem ganhando relevância nos últimos anos. A viagem para Santiago, saindo da capital paulista, dura aproximadamente 3 horas.

Deportivo Santaní-PAR
Fundado em 2009, o Santaní é um dos clubes mais jovens e menos conhecidos do público brasileiro na lista de possíveis adversários do Corinthians na segunda fase da Copa Sul-Americana. A equipe paraguaia, que despachou o Once Caldas na primeira fase, manda seus jogos na cidade de San Estanislao - distante 150 km da capital Assunção -, com pouco mais de 25 mil habitantes. Seria uma grande incógnita para o time de Fábio Carille.

Macará-EQU
Classificada para a segunda fase da Copa Sul-Americana após duas vitórias diante do Guabirá, da Bolívia, a equipe equatoriana manda seus jogos na cidade de Ambato, localizada a 2.600 metros de altitude em relação ao nível do mar. Além da viagem longa, quase seis horas de avião, o Corinthians ainda teria de lidar com as poucas informações sobre o Macará, que nunca conquistou um título expressivo a nível nacional.

Caracas-VEN
O time da capital venezuelana chegou à segunda fase da Copa Sul-Americana após sua eliminação na terceira fase da Copa Libertadores para o Melgar, do Peru. O clube soma 11 títulos nacionais em seu país e está acostumado a jogar competições internacionais. De São Paulo até Caracas, a delegação do Corinthians teria de enfrentar uma viagem de quase seis horas, um problema para uma equipe que tem um calendário tão apertado até a parada da Copa América.

Deportivo Lara-VEN
Adversário do Corinthians na Copa Libertadores do ano passado, a equipe venezuelana levou uma goleada, de 7 a 2, jogando em seu estádio naquela ocasião. O time está na Copa Sul-Americana já que ficou na terceira colocação do Grupo B da Libertadores, com apenas 5 pontos ganhos em 18 disputados. Caso o Timão caia contra o Deportivo Lara terá de fazer uma viagem de mais de 6 mil quilômetros para chegar ao local da partida. Isso, claro, sem contar o contexto sócio-político do país vizinho, que passa por conflitos internos.

Melgar-PER
Adversário do Palmeiras na fase de grupos da Copa Libertadores, os peruanos foram eliminados ao não conseguirem avançar no Grupo F do torneio continental e, por isso, estão na Sul-Americana. A equipe manda suas partidas em Arequipa, cidade com mais de 5.600 metros de altitude em relação ao nível do mar, o que pode vir a ser um problema para o Corinthians.

Lance!
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade