1 evento ao vivo

Vasco: Luxemburgo, comissão e parte dos funcionários não recebem salários desde julho

São quatro meses de salários atrasados para quem recebe valores mais altos; jogadores e outros funcionários tem três meses em aberto nesse momento

7 dez 2019
18h14
atualizado às 18h41
  • separator
  • 0
  • comentários

O clima de festa na despedida do Vasco na temporada não fez os problemas financeiros do clube irem embora. Em situação delicada ao longo de todo ano, o clube não paga o técnico Vanderlei Luxemburgo, a comissão técnica, a direção do futebol e parte dos funcionários que recebem acima de R$ 5,5 mil desde julho. A informação foi divulgada inicialmente pelo "Globo Esporte" e confirmada pelo LANCE!.

Jogadores e comissão juntos após o treino aberto em São Januário (Foto: Rafael Ribeiro / Vasco)
Jogadores e comissão juntos após o treino aberto em São Januário (Foto: Rafael Ribeiro / Vasco)
Foto: Lance!

No total, são quatro meses em aberto, agosto, setembro, outubro e novembro - este, porém, apenas pelas leis trabalhistas. O Vasco tem um acordo para que os pagamentos sejam feitos até o dia 20 de cada mês. Ou seja, em tese, o último mês ainda pode ser pago em dia.

> Confira a tabela do Campeonato BrasileiroOs jogadores e outros funcionários que recebem menos ainda tem setembro, outubro e novembro a receber. Além disso, os atletas ainda não tiveram três meses de direitos de imagem. A promessa de Alexandre Campello e da diretoria era acabar com as dívidas até o fim do Campeonato Brasileiro. O último jogo da competição é neste domingo.

Nos próximos dias, o Vasco receberá a premiação do Brasileirão e outros recursos de transmissão da TV. O clube espera normalizar a situação com isso. O planejamento de 2020 passa diretamente pelo acerto dessas dívidas. Para ficar, Luxemburgo pediu salários em dia.

Os problemas com atrasos tem sido uma constante no Vasco em 2019. Em outubro, por exemplo, Luxa admitiu que o elenco abriu mão de receber o salário para que o clube pagasse funcionários. Quando fez dois meses no Cruz-Maltino, o treinador revelou que não havia recebido nenhum pagamento para que a diretoria acertasse primeiro com os jogadores.

Lance!
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade