0

Vasco é dominado e tem deficiências expostas pelo Athletico fora de casa

Time de Marcos Valadares não conseguiu refazer a estratégia depois de sofrer gol no início e fez uma das piores partidas no ano

29 abr 2019
08h03
  • separator
  • 0
  • comentários

Depois de cair da Copa do Brasil com uma boa partida, o Vasco voltou a evidenciar suas deficiências. A derrota por 4 a 1 para o Athletico-PR, na Arena da Baixada, mostrou mais uma vez dificuldades ofensivas e uma atuação nervosa e cheia de erros na defesa. Já na estreia do Campeonato Brasileiro, o Cruz-Maltino liga o alerta.

Defesa sofreu com o bom entrosamento do Athletico em casa (Foto: Heuler Andrey/DiaEsportivo)
Defesa sofreu com o bom entrosamento do Athletico em casa (Foto: Heuler Andrey/DiaEsportivo)
Foto: Lance!

O técnico Marcos Valadares voltou a mudar a equipe em seu segundo jogo no comando interino. Novamente com três zagueiros, com o time em um 5-4-1 sem a bola e 3-2-5 com ela, a equipe vascaína viu a estratégia traçada ir por água abaixo logo aos dois minutos, quando os mandantes abriram o placar. O treinador precisou alterar o esquema no meio da primeira etapa para tentar dar mais fluidez e efetividade para a equipe, colocando Miranda como volante.

Com falta de entrosamento, por conta das constantes mudanças, e sem atenção, o Vasco sofreu. O Athletico é uma das equipes mais organizadas na competição e conta com jogadores que já se conhecem. Portanto, não foi difícil se aproveitar dos espaços. Tentando uma marcação alta em alguns momentos, a equipe de São Januário pecou na velocidade, na capacidade de se fechar defensivamente e na falta de um meia para armar melhor as jogadas.
Marrony e Bruno César se salvaram em uma tarde terrível do Vasco. O primeiro correu, se esforçou e tentou construir algo no ataque, mas quase jogou sozinho. O segundo, que vem perdendo o espaço cada vez mais, entrou no meio do segundo tempo e fez o único gol vascaíno. O goleiro Alexander, apesar dos quatro gols, não chegou a comprometer.

Com um elenco desequilibrado, é difícil existir uma solução imediata para o Vasco. A necessidade neste momento é reforçar melhor as posições mais carentes, como o gol, e dar tempo ao treinador Marcos Valadares. Caso ele não permaneça no cargo, é importante começar a dar diretrizes para que a equipe não fique até a parada para a Copa América perdida no trabalho.

Lance!
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade