0

Valentim destaca movimentação do Botafogo após derrota em jogo-treino

Com equipes diferentes em cada etapa, Glorioso foi derrotado, por 1 a 0, pelo Estrela do Norte-ES, em Domingos Martins, no primeiro teste do elenco para a atual temporada

17 jan 2020
18h50
atualizado às 19h32
  • separator
  • 0
  • comentários

O Botafogo não foi bem no primeiro teste do elenco para a atual temporada. Em jogo-treino no Hotel Fazendo China Park, em Domingos Martins (ES), o Alvinegro foi derrotado por 1 a 0 pelo Estrela do Norte-ES. O resultado negativo, no entanto, não foi motivo de grande preocupação para o técnico Alberto Valentim, que destacou o fato de poder observar ideias colocadas em prática. O comandante elogiou a movimentação dos atletas, na partida disputada com equipes diferentes em cada etapa.

Treinador minimizou derrota alvinegra em teste (Foto: Vitor Silva/Botafogo)
Treinador minimizou derrota alvinegra em teste (Foto: Vitor Silva/Botafogo)
Foto: Lance!

- Não deixamos de trabalhar forte ontem e nem na parte da manhã de hoje para fazer esse treino. Queríamos ter vencido porque é sempre bom vencer, apesar que isso não é a única que estamos olhando agora, não é isso que vamos mostrar aos jogadores nos próximos dias em relação a desempenho. Gostei de algumas movimentações, a gente está começando com algumas ideias de jogo. Valeu para esse primeiro treino preparativo com um adversário antes da terceira rodada do Carioca - avaliou o treinador.

Valentim ainda afirmou ainda não ter decidido o time titular e revelou estar em fase de testes de algumas mesclas. Ele também lembrou o fato de não ter todos os jogadores à disposição, após parte do elenco ter retornado ao Rio de Janeiro para a estreia no Campeonato Carioca, neste sábado, contra o Volta Redonda.

- Três jogadores da base também vieram hoje e nem puderam treinar, tentamos passar o que aconteceu para eles por meio de vídeos as ideias de jogo. Foram bem, o Romildo e o Diego foram bem, o próprio Maxuel procurou fazer aquilo que a gente queria que ele fizesse hoje, antes de completar:

- Ainda não tem esboço nenhum. Procurei mesclar bem e buscar bem aquilo que a gente via para equilibrar. Para dar um exemplo: deixei o Fernando com o Hugo e o Guilherme (Santos) com o Diego. É um equilíbrio bom. Não teve nenhum time de ideias, 70% titular, nada disso... Era só para nós fazermos nosso treino com campo com o adversário o nosso dia a dia aqui.MAIS DECLARAÇÕES DE ALBERTO VALENTIM:

Estreia no Carioca
- Esperamos já começar somando. Direcionamos os últimos três dias deles (jogadores) já voltado para o jogo. Conseguimos pouquíssimas informações do Volta Redonda, aquilo que tínhamos de informações ofensivas e defensivas nós procuramos passar para eles pra treinarem. Fizeram até turnos a mais para que o Bruno comandasse um time mais preparado para fazer essa ideia.

Ideia da equipe titular
- Não tem regra nenhuma daqueles que diz que os atletas que ficaram para jogar o terceiro jogo (do Carioca) serão titulares, automaticamente também não há regra nenhuma que indique que os jogadores que já viajaram não serão titulares contra o Resende. Vai ser feita uma avaliação dentro daquilo que a gente quer para a ideia daquilo que mais forte nós teremos dentro de um começo de temporada.

Diferenças até o amistoso contra o Vitória, na próxima segunda-feira
- Mais sessões de treino. Como a gente tem que viajar para lá, já não teremos o treino da manhã na segunda-feira. A ideia era dar a mesma minutagem para os jogadores que jogaram, mas sem tirar a carga nenhuma dos treinos anteriores. Para esse jogo de agora nós já vamos dar uma segurada, pelo menos, na segunda-feira, para ver um time mais solto fisicamente.

Conversa com Bruno Lazaroni
- Hoje não porque no momento do nosso treino lá (no Nilton Santos), o pessoal que vai jogar estava treinando. Nossas conversas vão ser após o jantar para saber como foi lá. Falei com o Valdir Espinosa na parte da manhã, mas com o Bruno só agora à noite.

Estrela do Norte
- Foi legal. Um time que procurou jogar, fez algumas jogadas boas, soube ser veloz na hora que precisou. O importante nesses jogos treinos, e eu até conversei com o Zé, treinador do Estrela, que fosse um jogo amistoso no sentido de não ter jogadas violentas para que todos treinassem, procurassem fazer o seu melhor. Aconteceu isso da melhor maneira possível. Está de parabéns o time dele, organizado, procurou fazer aquilo que ele queria. Valeu pelo treino, o resultado que não foi o que a gente queria, mas segunda teremos outro teste com um adversário que não está no dia a dia com a gente.

Cícero atuando como zagueiro
- É um jogador que tem boa bola aérea, seja defensiva ou ofensiva, mas, valendo mais de zagueiro, na defesa. Ele tem bom senso de posicionamento, tem boa velocidade. Não é velocíssimo, mas não é lento, até porque joga de volante. Sobre resistência, até da forma que a gente joga, nos números que nós passamos para os jogadores, os zagueiros correm menos que os outros e isso seria uma boa para o Cícero, um jogador de 35 anos. Vou querer utiliza-lo também de volante. Também tem a saída de bola, porque gosto da bola saindo lá de trás. Já tinha conversado com ele sobre isso e ele concordou plenamente de jogar ali.

Aproveitar melhor a posse de bola
- Essa é uma coisa que nós precisamos melhorar muito. Trazendo uma lembrança do ano passado, que desde que cheguei é uma cobrança, e agora começando do zero, nós vamos ter que alternar a posse e achar o jogo vertical para que façamos menos passes e cheguemos mais rápido no gol adversário. Hoje, pelo fato do Estrela ter feito um gol no começo, eles baixaram muito a linha e isso dificulta para verticalizar, com dez jogadores no campo de defesa. Foi um jogo de mais rodagem, até que algumas vezes a gente conseguiu chegar. Mas seremos um time diferente quando o adversário vier nos marcar em bloco médio ou alto, porque vamos conseguir verticalizar mais.

Danilo Barcelos
- Está muito adiantada. Estamos nos finalmentes, a gente quer contar com ele aqui para fortalecer o nosso grupo, a nossa posição na lateral-esquerda para irmos fortes na temporada. Danilo é um jogador de muita quantidade, de vai-vem, no Vasco, no ano passado, ele era, junto de outros dois, o jogador com maior distância percorrida e maior intensidade. Bola parada excepcional, muito técnico, forte na marcação. Acredito que é um jogador que tem totais características moderno.

Barrandeguy
- Federico é outro jogador que vai esse vaivem, é um atleta leve, um cara de boa técnica e bom jogo ofensivo. Vi alguns jogos, daqui a pouquinho está aqui com a gente para fortalecer a outra lateral.

Disputa na defesa
- O Ruan Renato é o único que não vejo no lado direito, apesar que, em uma emergência, ele até jogue ali, mesmo sendo canhoto. Em relação a disputa para quem vai jogar, isso vai ser eterno. Eles têm que estar muito prontos, até porque temos pouco tempo para trabalhar e já vamos pegar uma sequência de jogos no começo da temporada.

Contratações
- Nós estamos falando a mesma língua. Em uma oportunidade, eu, no curso da CBF, em dezembro do ano passado, falei muito da realidade do Botafogo. O presidente Montenegro esteve aqui ontem e falou a mesma coisa. Nós vamos trabalhar com aquilo que o Botafogo pode trazer, mas estou muito satisfeito. As contratações foram conversadas, analisadas e aceitas por todos os integrantes da diretoria, para deixar o Botafogo mais forte. A ideia é deixar um time jovem com os jogadores experientes que já tínhamos.

Atletas que podem ser emprestados
- A gente está conversando sobre alguns jogadores que podem sair, estamos com um elenco cheio. Até para dar mais oportunidades para alguns jogadores que tiveram poucos jogos no ano passado.

Warley
- Vejo como atacante de beirada, vou procurar usá-lo ali. Assim como outros jogadores, o próprio Cícero, consegue fazer mais de uma posição, e isso é muito importante. Ou de início ou no decorrer do jogo você consegue fazer uma mudança de posição sem fazer uma substituição.

Veja também:

Lance!
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade