0

'Um dos meus maiores desejos é voltar ao Vasco', diz Paulinho

Em 'live' promovida pela VascoTV nesta terça-feira, o meia-atacante, que está no Bayer Leverkusen, escolhe seu gol mais marcante no clube e fala sobre adaptação à Alemanha

19 mai 2020
20h04
atualizado às 21h04
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

Um dos convidados da live do "Vasco TV" nesta terça-feira, o meia-atacante Paulinho destacou qual foi o gol mais emblemático de sua trajetória no Cruz-Maltino. Aos olhos do jogador, que atualmente defende o Bayer Leverkusen, seu gol no triunfo por 2 a 1 sobre a Ponte Preta, pela última rodada do Brasileirão de 2018, foi o que causou mais impacto em sua passagem.

'Não tem como apagar a história do clube que me formou', diz Paulinho (Carlos Gregório Jr/Vasco.com.br)
'Não tem como apagar a história do clube que me formou', diz Paulinho (Carlos Gregório Jr/Vasco.com.br)
Foto: Lance!

- Com certeza foi o jogo mais marcante que tive junto com a minha estreia como titular. Pela atmosfera do jogo e pelo que representava para a gente essa classificação para a Libertadores depois de o Vasco viver anos de dificuldade, vindo em 2016 da Série B - disse o atleta que, em seguida, recordou os bastidores:

- Nesse ano, o Eurico Miranda botou o objetivo de ir para a Libertadores. Quando Zé (Ricardo) chegou, ele abraçou esse objetivo, e a gente conseguiu montar um bom elenco - completou.

O jogador de 19 anos manifestou seu desejo de, ao retornar o Brasil, vestir novamente a camisa cruz-maltina.

- Com certeza, esse é o meu maior desejo, sempre converso com meus pais. Não tem como apagar essa história com o clube que me formou e me deu todo suporte para eu chegar onde cheguei. Com certeza um dos meus maiores desejos é um dia voltar a vestir a camisa do Vasco - declarou.

Paulinho falou sobre como foi o desafio de se adaptar ao futebol alemão:

- Minha adaptação acho que foi bem tranquila em relação ao que as pessoas falam, de que a cultura da Alemanha é totalmente diferente. Provei disso no começo. Foi um pouquinho difícil, mas como vim com a minha família, consegui me adaptar rapidamente e sempre estive pronto para qualquer desafio e oportunidade.

Veja também:

Editor do L! analisa retorno de Fred ao Fluminense
Lance!
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade