0

Trabalho de identificação dos corpos das vítimas do incêndio no CT chega ao fim

Instituto Médico Legal identificou os dois últimos corpos neste domingo. Tragédia no Ninho do Urubu vitimou 10 atletas da base do Flamengo e feriu outros três jogadores

10 fev 2019
15h57
  • separator
  • comentários

Na tarde deste domingo, os corpos do volante Jorge Eduardo e do lateral-direito Samuel Thomas foram identificados pelo Instituto Médico Legal (IML). Assim, todas as vítimas do incêndio que atingiu o Centro de Treinamento George Helal, o Ninho do Urubu, na última sexta-feira, foram identificadas.

O fogo, que começou no início da manhã de sexta-feira, em uma das estruturas do alojamento do CT do Flamengo, deixou, ao todo, 10 mortos e três feridos.

Na noite do ocorrido, foram identificados Arthur Vinicius, Pablo Henrique, Vitor Isaias e Bernardo Pisetta. Já no sábado, foram identificados Gedson, Athila Paixão, Christian Esmério e Rykelmo Viana. Neste domingo, Jorge Eduardo e Samuel Thomas.

Em nota, o IML informou que a identificação destes dois últimos aconteceu por "Antropologia Forense, ou seja, a partir da biologia do esqueleto. A identificação foi possível a partir de informações fornecidas pelo clube sobre a estrutura física dos jogadores"

Veja a nota:

"O Instituto Médico Legal concluiu a identificação dos dez atletas do Flamengo. Nesse domingo, 10/02, Samuel Thomas e Jorge Eduardo foram identificados pelo processo de Antropologia Forense, ou seja, a partir da biologia do esqueleto. A identificação foi possível a partir de informações fornecidas pelo clube sobre a estrutura física dos jogadores, dados esses que foram fundamentais para o estudo comparativo e a conclusão. Os corpos permanecem no IML aguardando retirada pelos familiares"

Lance!

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade