0

Torcida se revolta com recuo do Botafogo sobre volta aos treinos

Após confirmar contato telefônico com a Prefeitura do Rio de Janeiro, Glorioso aceitou sugestão de retorno às atividades a partir de junho, a depender do avanço dos casos

25 mai 2020
15h07
atualizado às 15h13
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

Um recuo do Botafogo na posição firme de não retornar aos treinamentos em meio à pandemia do COVID-19 revoltou parte da torcida alvinegra nas redes. O clube confirmou, nesta segunda-feira, que houve um contato com o prefeito do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella, favorável à liberação das atividades. O Glorioso diz ter acatado a sugestão de retomar os treinos presenciais a partir do dia 1º de junho e a volta dos jogos no período entre 28 de junho e 4 de julho, dependendo do avanço do número de casos no estado.

Botafogo pode aceitar sugestão de volta aos treinos presenciais (Foto: Vítor Silva/Botafogo)
Botafogo pode aceitar sugestão de volta aos treinos presenciais (Foto: Vítor Silva/Botafogo)
Foto: Lance!


A posição mais maleável do clube vai de encontro com as declarações públicas dos dirigentes e do técnico Paulo Autuori, nas últimas semanas, contrárias a um retorno imediato. Imediatamente após a publicação do clube no Twitter, torcedores passaram a criticar a decisão, classificando-a como "vergonhosa" e decepcionante, entre outros adjetivos.

Em nota publicada horas antes do contato com o alcaide do Rio, no domingo, o clube reforçou que "passar a imagem de retorno imediato, no auge da crise, de mortes, com a curva ainda em ascensão, é estar em desconexão com a realidade."

Em coletiva virtual, na última sexta-feira, o técnico Paulo Autuori também foi duro em relação ao tema quando chamou a pressão pelo retorno de "falta de sensibilidade".

Veja também:

Editor do L! analisa vitória do Fla sobre o Flu no primeiro duelo da decisão carioca
Lance!
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade