0
Logo do Botafogo
Foto: terra

Botafogo

Torcedores do Nacional são presos no RJ por provocarem confusão em Copacabana

Tumulto ocorreu na Rua Siqueira Campos e envolveu um grupo de mais de 10 torcedores e comerciantes locais

12 ago 2017
16h30
  • separator
  • comentários

Para quem pensa que os problemas e danos causados pelos torcedores do Nacional se limitaram as instalações do Estádio Nilton Santos no jogo pela Libertadores diante do Botafogo, a última sexta-feira (11) tratou de provar justamente o contrário.

Segundo informações que foram publicadas pelo diário carioca O Globo, um grupo de 13 torcedores uruguaios foi preso pela Polícia Militar do Rio de Janeiro após tentarem agredir ambulantes e outras pessoas no bairro de Copacabana.

O tumulto ocorreu ontem a tarde na Rua Siqueira Campos, área conhecida pelo comércio dos famosos "camelôs", e teria sido iniciado pelos próprios "hinchas" do Bolso que, após terem bebido em um bar próximo ao local, começaram a provocar os presentes.

Segundo relato de policiais pertencentes ao 19° Batalhão que atenderam o chamado, os mesmos estavam armados com paus, pedras e precisaram ser contidos na base do confronto, situação que provocou intensa correria no local.

Felizmente, não houveram feridos com maior gravidade ou vítimas fatais. Foi notificada a ocorrência apenas de uma senhora de 91 anos que, após cair em meio ao tumulto, foi conduzida a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) e posteriormente liberada sem nenhuma sequela.

De acordo com o comunicado oficial da PM, os próximos procedimentos se baseiam em analisar as imagens das câmeras de segurança e também ouvir as testemunhas que presenciaram o fato:

Foto: Husseyn Chaves Alaouieh/Divulgação
Foto: Husseyn Chaves Alaouieh/Divulgação
Foto: LANCE!

"As diligências prosseguem sendo arrecadadas imagens de circuitos de monitoramento e gravações realizadas pela população, testemunhas estão sendo ouvidas, e vendedores ambulantes que atuam na região. A investigação visa apurar o autor das agressões em desfavor da senhora, bem como os responsáveis pelo início do tumulto. As oitivas foram acompanhadas por representantes do consulado Uruguaio."

LANCE!

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade