0

Tarefa difícil: Botafogo vai enfrentar os quatro melhores colocados do Brasileirão em sequência

Calendário "não é amigo" do Alvinegro e põe postulantes ao título nas próximas rodadas do Campeonato Brasileiro; primeiro desafio será contra o Atlético-MG

24 nov 2020
06h03
atualizado às 13h21
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

O segundo turno começou da pior maneira possível para o Botafogo: duas derrotas seguidas no Estádio Nilton Santos para rivais diretos na luta contra a zona de rebaixamento. A missão do Alvinegro, contudo, não promete ficar fácil: o time vai enfrentar, em sequência, os atuais quatro primeiros colocados do Campeonato Brasileiro.

Kalou anda devendo na passagem pelo Alvinegro (Foto: Vítor Silva/Botafogo)
Kalou anda devendo na passagem pelo Alvinegro (Foto: Vítor Silva/Botafogo)
Foto: Lance!

Os revés para Red Bull Bragantino e Fortaleza colocaram uma distância de quatro pontos para o Vasco, primeiro time fora da zona de rebaixamento. O caminho a ser traçado para fugir da degola não promete ser fácil: Atlético-MG, Flamengo, Internacional e São Paulo.

Estes são, atualmente, primeiro, segundo, quarto e terceiro colocados na tabela do Campeonato Brasileiro. O clube de General Severiano, na 19ª colocação, precisará mostrar uma resposta na luta contra a queda para a segunda divisão diante daqueles que sonham em levantar o título.

No primeiro turno, o Botafogo saiu com 4 pontos desta sequência - venceu o Atlético-MG, empatou com o Flamengo e foi derrotado pelo Internacional. Vale ressaltar que, pelas questões de calendário, o Alvinegro ainda não enfrentou o São Paulo no Campeonato Brasileiro.

O Galo será, justamente, o primeiro adversário neste "caminho das pedras" do Botafogo. Uma das três vitórias que o Alvinegro possui até aqui no Campeonato Brasileiro, o Atlético-MG chega desfalcado por inúmeros casos de Covid-19 e tem um retrospecto negativo no histórico recente do confronto diante do Glorioso.

A sequência não é das mais fáceis, mas o Botafogo precisa mostrar algum tipo de resposta enquanto ainda é tempo. As recentes atuações da equipe deixam um sinal de alerta ligado e o tempo de mudança e a margem de erro, a partir de agora, são mínimas.

Veja também:

Ceni tem o 2º pior aproveitamento do Fla nos últimos 10 anos
Lance!
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade