0

Tabu no Morumbi? Moisés lembra: ganhou Brasileiro quebrando escritas

Meio-campista recordou campanha do título brasileiro em 2016 ao falar sobre o Palmeiras não vencer o São Paulo no Morumbi há 16 anos; time tem nova oportunidade neste sábado

4 out 2018
07h36
  • separator
  • comentários

No sábado, o Palmeiras tem o desafio de encerrar um jejum de 16 anos sem vencer o São Paulo no Morumbi, e em um confronto direto pela liderança do Campeonato Brasileiro. Mas Moisés lembra: quando o time conquistou o torneio, há dois anos, quebrou uma série de escritas.

Moisés lembrou da sequência de tabus que o Palmeiras quebrou há dois anos (Cesar Greco/Ag Palmeiras/Divulgação)
Moisés lembrou da sequência de tabus que o Palmeiras quebrou há dois anos (Cesar Greco/Ag Palmeiras/Divulgação)
Foto: Lance!

- Eu me lembro bem que, em 2016, o que tinha de tabu para a gente quebrar... Meu Deus do céu. Todo jogo era tabu. Falei 'de onde que saía tanto tabu assim'. Agora mais um. Não vamos preocupados com tabu, vamos preocupados em vencer porque o campeonato necessita disso. Estamos na liderança e queremos manter. Isso que vai nos motivar a conquistar a vitória - disse o meio-campista, lembrando que o Verdão está um ponto a frente do Tricolor.

Em 2016, o Palmeiras conquistou o Brasileiro depois de 22 anos, e colecionou tabus quebrados naquela temporada. No Paulista, venceu o Corinthians no Pacaembu depois de 20 anos. No Brasileiro, derrubou o tabu que o Sport ostentava desde 2009 em Pernambuco, voltou a ganhar do Internacional no Beira-Rio depois de 19 anos de seca e derrotou o Atlético-PR em Curitiba pela primeira vez desde 2008.

Ainda em 2016, também foi quebrado um tabu diante do São Paulo: o Verdão venceu com o rival como mandante pela primeira vez em quase 14 anos. Mas a vitória por 2 a 0 (com gols de Dudu e Robinho) em 3 de março de 2016, pelo Paulista, ocorreu no Pacaembu, já que o Morumbi não estava à disposição do Tricolor naquele momento.

Um dos poucos tabus que restaram naquela temporada foi o de não vencer o Atlético-MG desde 2011. Neste ano, porém, o jejum foi encerrado no Brasileiro: ainda sob o comando de Roger Machado, a equipe impôs 3 a 2 sobre a equipe mineira, no Allianz Parque, em 22 de julho, após acumular nove derrotas e quatro empates diante do adversário. Além disso, no último domingo, voltou a bater o Cruzeiro após dez jogos (seis empates e quatro derrotas) de seca sobre o rival, impondo 3 a 1 no Pacaembu, encerrando um jejum de desde 2015.

Agora, a meta é derrotar o São Paulo no Morumbi desde os 4 a 2 impostos em 20 de março de 2002, pelo Torneio Rio-São Paulo. Aquela partida já tinha sido eternizada pelo golaço de Alex, aplicando chapéus no zagueiro Emerson e no goleiro Rogério Ceni antes de balançar as redes. E, por enquanto, segue marcada pela última vitória do Palmeiras sobre o Tricolor no estádio.

Lance!

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade