1 evento ao vivo

Suporte de saúde e monitoramento: como o Botafogo cuida da base durante a quarentena

Com questionários e acompanhamento de nutricionistas, psicólogos e assistentes sociais, gerência do Alvinegro monta plano de ação para as crias de General Severiano

28 mar 2020
06h32
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

Diante da pandemia do coronavírus, o Botafogo faz questão de manter cuidados redobrados com os atletas da base. Assim como acontece com o elenco profissional, os times inferiores do Alvinegro estão sendo acompanhados, mesmo que de longe, por responsáveis do clube. A gerência de base do Glorioso criou um plano de ação em prol do bom-estar dos jogadores.

Equipe sub-20 do Botafogo no ano passado (Foto: Fábio de Paula/Botafogo)
Equipe sub-20 do Botafogo no ano passado (Foto: Fábio de Paula/Botafogo)
Foto: Lance!

Por se tratarem de jovens - até mesmo crianças, em alguns casos -, o plano de ação do Botafogo é detalhado e envolve muitos agentes. De Tiano Gomes, diretor-geral das categorias de base, à equipe de psicologia, o departamento do Alvinegro está responsável pelos cuidados dos jogadores entre as categorias sub-10 a sub-20.

O plano de ação consiste em ações trabalhadas entre as comissões técnicas de todas as categorias ao lado da equipe de psicologia, assistência social, nutrição e fisiologia. A parte física envia trabalhos específicos para cada jogador e, a cada semana, os atletas respondem a um questionário se conseguiram realizar os trabalhos, como está o seu estado de saúde e o da família, se estão estudando por conta própria ou com ajuda da escola e se, por acaso, tiveram que sair de casa.A partir das respostas dos atletas, o Botafogo os encaminha para as outras alas que estão alinhadas junto a este plano de ação. O questionário é obrigatório e o clube está se organizando com um profissional de comissão técnica cuidando de três a seis atletas - ao todo, as categorias de base do clube de General Severiano possuem cerca de 250 jogadores.

Os profissionais da comissão técnica se comunicam com os jogadores via WhatsApp ou chamada de vídeo. Diariamente, os funcionários do clube falam individualmente com cada atleta e buscam saber se os exercícios passados estão sendo feitos. Os membros do elenco preenchem o questionário após esta "ronda".

Independentemente da resposta dos jogadores - até agora, nenhum membro das categorias de base do Botafogo teve sinais de coronavírus -, eles recebem uma cartilha contendo instruções dos departamentos de preparação física, fisiologia, médico, nutrição, psicologia e assistência social.

Em contato com a reportagem do LANCE!, jogadores das categorias de base do Botafogo elogiaram a postura do clube neste cenário de pandemia e sem treinos presenciais. O suporte dado pela comissão técnica e diretoria foi elogiado por unanimidade.

Veja também:

DIÁRIO L! DA COPA DE 70: a repercussão da vitória da Seleção sobre os tchecos na estreia do mundial
Lance!
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade