2 eventos ao vivo

Sem soro, treinador prepara 'nova estratégia' na perda de peso de Aldo

Orlando Folhes, preparador físico do brasileiro, diz ao L! que campeão dos penas estará pronto para luta contra Conor McGregor: 'Ele vai chegar a 1000 por hora'

7 dez 2015
14h15
  • separator
  • comentários

Pela primeira vez, José Aldo terá que encarar um fato novo no Ultimate. Com a proibição do uso do soro intravenoso para a reidratação na recuperação da perda de peso, o campeão dos penas terá que se readequar a uma nova realidade. No entanto, para Orlando Folhes, preparador físico do brasileiro, em entrevista ao LANCE!, o campeão linear dos penas não sofrerá com essa mudança, apesar de criticar esse nova regra.

- É um cenário novo que estamos encontrando. O fato de não poder usar reposição intravenosa é algo novo e, por conta disso, vamos modificar algumas coisas nessa questão de perda de peso. O Dedé (Pederneiras) já conversou com alguns profissionais e teremos uma equipe preparada para fazer esse corte de peso da melhor maneira possível. Curioso que os médicos do UFC falaram que por via oral tem o mesmo resultado da venosa, mas isso não é verdade. Dificulta nossa vida porque a perda de peso é algo agressivo e da maneira venosa ajudaria a recuperar o que foi perdido. Mas vamos usar outra estratégia e estamos todos otimistas que o resultado seja muito positivo - adiantou o preparador físico.

A última vez que José Aldo pisou no octógono foi no dia 25 de outubro de 2014, quando derrotou Chad Mendes, em uma das melhores lutas da histórica do Ultimate. Após esse confronto, o campeão dos penas lidou com uma séria lesão na costela, que o impediu de encarar Conor McGregor, em julho deste ano. Mesmo com o longo tempo parado, o profissional que acompanha diariamente os treinos do brasileiro, garantiu que ele estará mais do que preparado para o duelo.

- Lógico que a inatividade influencia, mas programei uma série de exercícios para ele e tivemos tempo para trabalhar. Talvez se ele fosse inexperiente poderia sentir mais, porém como é um atleta que tem muitas lutas na carreira e sabe lidar com isso, não vai atrapalhar. Ele vai chegar a 1000 por hora dessa luta e pronto para vencer - revelou.

Foto: Lance!


Nas últimas cinco lutas de Aldo no Ultimate, três foram por decisão e uma aconteceu um nocaute no quinto round a favor do brasileiro. Dessa maneira, o atleta tupiniquim tem mostrado que possui o físico em dia e está preparado para aguentar a luta até o fim em alto rendimento. Para Folhes, isso é fruto de um bom trabalho feito.

- O Aldo tem um organismo que responde muito bem ao treino. Mas o treino é específico para o MMA e venho promovendo modificações, mas acredito que ainda nem chegamos ao ideal, já que a ciência evoluí constantemente. Todos os atletas da Nova União respondem bem no ponto de vista físico e aguentam bastante. Todos falam que lutariam muito mais do que o programado para as lutas. O segredo é disciplina e uma preparação física programada - completou.

Lance!

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade