PUBLICIDADE
Logo do

Palmeiras

Meu time

Sem reforço, Abel cobra diretoria: "Que ninguém saia"

Técnico também confessou que dividiu com os jogadores a tarefa de elaborar uma estratégia para jogar na altitude, dado que nunca havia passado por esta situação

12 mai 2021 00h40
| atualizado às 07h47
ver comentários
Publicidade

Nesta terça-feira (12), Palmeiras venceu sua quarta partida nesta fase de grupos da Libertadores 2021, contra o Independiente del Valle, e confirmou sua classificação para as oitavas da competição. Após a vitória em Quito, Abel Ferreira elogiou o esforço da equipe alviverde, mas também cobrou a diretoria em relação às peças do elenco, esperando que o clube não venda Rony.

Abel Ferreira concedeu entrevista coletiva após vitória do Verdão pela Libertadores (Foto: Reprodução)
Abel Ferreira concedeu entrevista coletiva após vitória do Verdão pela Libertadores (Foto: Reprodução)
Foto: Lance!

"Hoje, competimos não só contra o adversário, mas também com a situação da altitude. Mais uma vez, quero reforçar: é um orgulho ser treinador desses jogadores, dessa equipe. É um orgulho pertencer a essa família. Quando todos somos um, somos muito, muito fortes", afirmou.

"Espero que a diretoria do Palmeiras não venda o Rony. Já que ninguém entra, espero que ninguém saia também", declarou, taxativamente.

Abel revelou ainda que dividiu com seus jogadores o planejamento da partida, uma vez que esta era apenas sua primeira vez comandando um time na altitude.

"Eu, juntamente com meus jogadores, pensamos em como jogar. A estratégia do jogo foi partilhada com eles, tivemos uma conversa entre nós. Foi minha primeira vez na altitude como treinador. Quis ouvir meus jogadores, os mais experientes e os mais jovens, e traçar uma estratégia entre nós", confessou.

Além disso, o treinador analisou a estratégia da equipe frente ao time equatoriano e defendeu a forte postura defensiva, que minimizou os riscos e garantiu mais uma vitória para clube alviverde.

"A minha função, enquanto treinador, é estudar adversários, ver o que eles fizeram no passado e no presente, e entender que as equipes que vieram aqui nos últimos anos não conseguiram ganhar. Os que vieram aqui e procuraram jogo em alta intensidade saíram daqui humilhados", 

concluiu o técnico do Verdão.

Seguindo o calendário apertado, o Palmeiras volta a campo já nesta sexta-feira (14) contra o Red Bull Bragantino, em Bragança Paulista, pelas quartas de final do Paulistão 2021.

Lance!
Publicidade
Publicidade