0
Logo do Seleção Brasileira
Foto: terra

Seleção Brasileira

Sem Coutinho, Tite comenta jejum da Seleção: 'O desempenho preocupa'

O treinador explicou a saída do jogador do Bayern da equipe titular e explicou como pretende utilizar Neymar, além de pontuar que não pode ser 'refém' de resultados

12 out 2019
11h56
  • separator
  • 0
  • comentários

Tite concedeu entrevista coletiva, neste sábado e projetou o amistoso, no domingo, contra a Nigéria. O treinador explicou as saídas de Coutinho e Alex Sandro, como pretende utilizar Neymar e ressaltou o incômodo com a sequência sem vitórias da equipe.

Seleção não vive boa fase (Foto: Pedro Martins / MoWA Press)
Seleção não vive boa fase (Foto: Pedro Martins / MoWA Press)
Foto: Lance!

NEYMAR EM CAMPO
- Desenho da Copa América. Dois homens por dentro, uma dupla de atacantes, Neymar e Firmino. Dois homens de lado, dois meio-campistas posicionais. Fase ofensiva, dois agudos que dão profundidade, articulação e liberdade no setor central. Apoio alternado, não sobrecarrega ele para um retorno lateral porque depois fica sem força para chegar na frente. Abre área de ação maior. Ele vem jogando assim no PSG bastante. Depois do Barcelona ele começou a ser usado numa posição central.

COUTINHO FORA
- A função ficou prejudicada na equipe, no desempenho dele. Na fase ofensiva ficou prejudicada. O que tenho de ideia de futebol é o equilíbrio. Quando é excessivamente defensivo ou ofensivo, você sofre. Equilibrar a equipe é nosso desafio. E só na teoria não dá, tenho que colocar para jogar. Se não fica uma coisa aleatória. Está servindo para essa situação. Daqui a pouco pode retornar para faixa central, ou lado direito onde também teve oportunidade.

PREOCUPAÇÃO
- Desempenho preocupa, a equipe estar equilibrada. Placar é consequência e às vezes não diz o que foi o jogo. A pressão de vencer é normal e existe. Mas tem que ser encarada com discernimento. O "jogar bem", uma equipe equilibrada, sim (preocupa). Uma média que produza uma média de 2,2 gols por jogo, que não tome gol em três jogos seguidos. E tomou, nos últimos jogos.

FALTA DE COMPETITIVIDADE
- Eu sou muito mais do que aquilo que vocês têm informações a mais respeito. Sou muito mais de um lado ruim e muito mais de um lado bom. Sou mais do que me conhecem, dos dois lados. E esses lados tem informações que são passadas só para os atletas. Fiquei chateado, sim. Externei, sim. Mas entendo que tenho que dar minha parcela de contribuição para que a coisa possa fluir. Mas teve uma série de coisas que determinaram isso de "não competir" que é bastante abrangente. Série de fatores, e não quero entrar neles.

Lance!
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade