0

Sem chuva, sem dificuldade: Vasco vence e vai à final da Taça GB

Cruz-Maltino derrotou o Resende na noite desta quarta, no Maracanã, e chuva esperada que fez venda de ingressos ser suspensa não ocorre. Jogo marcado por homenagens ao Fla

13 fev 2019
23h44
atualizado em 14/2/2019 às 00h56
  • separator
  • comentários

Sem a chuva muito forte esperada para a noite desta quarta-feira - como alertara a Prefeitura do Rio, o que fez a venda de ingressos ser suspensa com um dia de antecedência -, o Vasco foi a campo diante do Resende, no Maracanã, e não encontrou dificuldades para sair com a vitória por 3 a 0. O resultado classificou o Cruz-Maltino para a final da Taça Guanabara, que será disputada no domingo com o vencedor do clássico entre Flamengo e Fluminense, a ser disputado nesta quinta.

HOMENAGENS MERECIDAS
A partida marcou a volta da disputa do futebol no Rio de Janeiro, depois da tragédia que vitimou dez jogadores das categorias de base do Flamengo na última sexta-feira, no CT Ninho do Urubu. Os atletas do Vasco vestiram um uniforme personalizado, com as bandeiras do Vasco e do Flamengo, juntas, na parte frontal, com a frase "Em frente, juntos". Vítimas das chuvas dos últimos dias no Rio de Janeiro, nas comunidades da Rocinha e do Vidigal, também homenageadas - nas costas, a frase "SOS Vidigal e Rocinha".


PRESSÃO DESDE O INÍCIO
Com a bola rolando, o Vasco pressionou desde o minuto inicial, sem encontrar muitas dificuldades do Resende. Aos três do primeiro tempo, Marrony mandou para a área, a bola sobrou para Thiago Galhardo, que finalizou forte por cima do gol. O Resende respondeu aos seis, com Arthur Faria levando perigo ao gol defendido por Fernando Miguel. Na terceira chance de gol, aos 15, a bola entrou. Lucas Mineiro subiu com tranquilidade após cobrança de escanteio e colocou o Vasco na frente do marcador, 1 a 0.

PIKACHU COMEMORA, MAS GOL NÃO É DELE...
O Vasco seguiu pressionando na busca do gol e conseguiu ampliar aos 33 minutos. Lucas Mineiro, autor do gol inicial, mandou na direita para Cáceres, que cruzou achando Yago Pikachu. O artilheiro de 2018 do Cruz-Maltino subiu, testou, Ranule fez defesa parcial, Lucão tentou cortar mas sem sucesso - com a bola entrando. O pokémon de São Januário comemorou demais, mas na súmula o árbitro assinalou como gol contra de Lucão. Festa vascaína, porém, seguiu da mesma forma, já que o placar apontava o 2 a 0.

SEGUE O RITMO
No segundo tempo, o ritmo foi seguido pelo Vasco, não dando sopa para o azar de o Resende reagir. Aos quatro minutos, Danilo Barcelos quase marcou olímpico, com Ranule espalmando para evitar o terceiro gol cruz-maltino. Aos 17, entretanto, o goleiro do Resende não teve a mesma competência. Jeanderson recuou, Ranule tentou sair driblando, se atrapalhou e perdeu para Marrony, que mandou para o gol. VAR foi chamado para revisar a origem da jogada e validou. Vasco 3 a 0. No fim, Maxi López quase fez o quarto, mas ficou nos três mesmo. Vitória do Vasco, merecida pelo apresentado, chegando com força na final no fim de semana.

FICHA TÉCNICA
VASCO 3 X 0 RESENDE


Estádio: Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ)
Data/hora: 13/2/2019, às 21h30 (de Brasília)
Árbitro: Rodrigo Nunes de Sá (RJ) - Nota LANCE!: 6,5 (não influenciou no resultado)
Assistentes: Thiago Henrique Neto Correia Farinha (RJ) e Daniel de Oliveira Alves Pereira (RJ)
Renda/público: R$ 226.080,00/8.367 pagantes
Cartões amarelos: Vitinho e Jeanderson (RES)
Cartão vermelho:-

GOLS: Lucas Mineiro 15'/1ºT (1-0), Lucão contra 33'/1ºT (2-0) e Marrony 17'/2ºT (3-0)

VASCO: Fernando Miguel, Cáceres, Werley (Luiz Gustavo 34'/2ºT), Leandro Castan e Danilo Barcelos; Raul (Bruno Cesar 25'/2ºT), Lucas Mineiro; Yago Pikachu (Lucas Santos 25'/2ºT), Thiago Galhardo e Marrony; Maxi López. Técnico: Alberto Valentim.

RESENDE: Ranule, Filipe, Rhayne, Lucão e Jeanderson; Joseph (Zambi 25'/2ºT), Vitinho (Jackson 37'/2ºT), Léo Silva, Arthur Faria; Davi Ceará (Valdeci intervalo) e Maxwell. Técnico: Edson Souza.

Lance!

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade