1 evento ao vivo

Sem 17 atletas por causa da Covid-19, São Bento usa goleiro como atacante

Ao todo, equipe de Sorocaba tinha 21 desfalques para a partida contra o Criciúma e foi obrigada a improvisar goleiro na linha. Mesmo assim, duelo terminou empatado em 0 a 0

26 out 2020
21h55
atualizado às 23h49
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

O São Bento viveu uma noite inusitada nesta segunda-feira (26) ao empatar em 0 a 0 com o Criciúma pela Série C do Campeonato Brasileiro, no estádio Walter Ribeiro, em Sorocaba. Devido a um surto de Covid-19 no elenco, 15 jogadores testaram positivo e três apresentaram sintomas - um deles conseguiu atuar. Além deles, havia mais três atletas no Departamento Médico e outro cumpria suspensão, num total de 21 desfalques.

Pela manhã, o clube fez um pedido de adiamento da partida para a CBF. No entanto, a entidade negou a solicitação, alegando que o protocolo de competições impossibilita que um clube peça o adiamento de uma partida caso tenha ao menos 13 jogadores aptos para entrar em campo. Nesse protocolo, atletas lesionados ou suspensos não entram na conta para o número mínimo.

Assim, o São Bento teve que atuar com apenas um jogador (o goleiro Lucas Macanhan) no banco de reservas. Lucas entrou no meio do segundo tempo, mas como atacante. Antes do apito inicial, os jogadores da equipe fizeram um protesto contra a CBF, usando máscaras e se ajoelhando no gramado.

Com o aguerrido empate, o Bentão deixou a lanterna do Grupo B da Terceira Divisão nacional, e segue na luta para não ser rebaixado. Já o Tigre continua na briga pelo acesso, e está em quarto lugar no mesmo grupo.

Antes da bola rolar, os jogadores do São Bento protestaram contra a CBF (Neto Bonvino/Bento TV)
Antes da bola rolar, os jogadores do São Bento protestaram contra a CBF (Neto Bonvino/Bento TV)
Foto: Lance!

Veja também:

Seleção feminina ganha camisas sem estrelas do masculino
Lance!
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade