2 eventos ao vivo

Seleção masculina de vôlei bate o Canadá mais uma vez

No Ginásio do Taquaral, em Campinas, Lucarelli liderou a vitória do Brasil

24 mai 2019
22h46
  • separator
  • 0
  • comentários

A Seleção Brasileira masculina encerrou a série de amistosos contra o Canadá, no Ginásio do Taquaral, em Campinas, com uma convincente vitória na noite deste sábado. E com a presença do queridinho da torcida em quadra.

Linha de passe com Douglas, Thales e Lucarelli (Marcos Ribolli/Vôlei Renata)
Linha de passe com Douglas, Thales e Lucarelli (Marcos Ribolli/Vôlei Renata)
Foto: Lance!

Sem sustos, o Brasil fez 3 sets a 0, parciais de 25-18, 25-14 e 25-19. O campeão olímpico Lucarelli, desta vez, começou como titular, atendendo o anseio da maioria dos torcedores no Taquaral.

Na quarta-feira, na primeira partida, ele acompanhou os cinco sets do banco de reservas. Teve o nome pedido pela galera em alguns momentos. O planejamento da comissão técnica, porém, era mesmo poupá-lo, uma vez que a apresentação havia acontecido apenas na segunda-feira. Muita gente deixou o ginásio frustrada por não ver Lucarelli em ação.

A frustração se transformou em alegria minutos antes do jogo de hoje. Quando o locutor anunciou o camisa 18 como titular, uma explosão de aplausos e gritos. Arrisco a dizer que em nenhum ponto marcado pela Seleção nos três sets houve igual frenesi. A casa saque, o nome dele foi gritado a plenos pulmões.

Lucarelli divide com Bruninho a idolatria dentro do atual elenco. Carinho que ele retribui sendo um dos últimos a deixar a quadra para atender os pedidos de fotos e autógrafos dos torcedores.

Além dele, Renan Dal Zotto escalou os centrais Lucão e Flávio como titulares. O primeiro é o jogador com mais tempo de casa na Seleção entre os relacionados. Já o outro saiu jogando pela primeira vez sob o comando do atual treinador. O restante da formação foi mantida do confronto anterior, dando uma boa pista do time que deve começar a Liga das Nações (VNL): Cachopa, Wallace, Douglas Souza, além dos líberos Thales e Maique.

A atuação coletiva foi bem mais consistente em todos os fundamentos, a ponto de o Canadá, mesmo com titulares também escalados, como o ponta e capitão Perrin, reforço do Sada/Cruzeiro para a temporada 2019/2020, não ter incomodado.

A Seleção ganha agora dois dias de folga antes do embarque para a Polônia, na segunda-feira, para a primeira escala da VNL 2019.

Lance!
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade