4 eventos ao vivo

São Paulo vive maior jejum do ano e só fica atrás de Paraná e América

Focado apenas no Brasileirão, Tricolor não vence há cinco jogos e vê crise rondar a reta final da temporada: até Raí foi acionado para tentar explicar a queda de rendimento

17 out 2018
06h03
atualizado às 08h30
  • separator
  • 0
  • comentários

O São Paulo vive dias sombrios no Campeonato Brasileiro. O rendimento da equipe na competição por pontos corridos despencou a ponto de ter igualado o número de derrotas do primeiro turno em apenas dez rodadas do segundo. As estatísticas são ainda piores: atualmente, o jejum de vitórias do Tricolor paulista só não é pior do que os de América-MG e Paraná.

A sequência é de cinco rodadas sem vitória no Brasileirão - série que começou em um 0 a 0 com o rival Santos, na Vila Belmiro, e passou por derrotas para Palmeiras e Internacional, dois times da parte alta da tabela. Atualmente, é uma sequência inferior apenas às do Paraná, lanterna do Campeonato Brasileiro que está há 15 jogos sem vencer, e do América-MG. O Coelho não vence há seis partidas.

São três empates e duas derrotas na série. Antes disso, o pior jejum havia ocorrido entre o fim de abril e o começo de maio. Na ocasião, que contou com um jogo da Copa do Brasil e três do Brasileiro, o Tricolor empatou quatro partidas em sequência. O duelo do torneio mata-mata, inclusive, foi contra o Atlético-PR, rival do próximo sábado, no Morumbi.

São Paulo não vence há cinco rodadas e viu sonho de título se desmoronar (Foto: Maurício Rummens/Fotoarena)
São Paulo não vence há cinco rodadas e viu sonho de título se desmoronar (Foto: Maurício Rummens/Fotoarena)
Foto: Lance!

Se levarmos em conta os últimos oito jogos do São Paulo na temporada, todos válidos pelo Brasileirão, só houve uma vitória, contra o Bahia, por 1 a 0, o que mostra que a má fase não é recente e o triunfo no Morumbi sobre os baianos foi uma exceção nesse período de queda livre na tabela do campeonato.

Somados os dois turnos do Brasileirão até aqui, o aproveitamento tricolor é de 59,8%. Preocupado com o momento do clube, até mesmo o diretor executivo de futebol Raí se pronunciou para tentar apaziguar a crise. O dirigente bancou a permanência de Diego Aguirre e negou que problemas internos causaram a brusca queda de rendimento do time.

Atualmente, o São Paulo é o quarto colocado no Brasileirão. A equipe está a sete pontos do líder Palmeiras e, neste momento, vê como muito difícil a meta de ser campeão.

Lance!
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade