0

São Paulo lamenta morte de Valdir de Morais, multi-campeão no clube

Valdir Joaquim de Morais foi preparador de goleiros na era de ouro do Tricolor nos anos 1990. Zetti também publicou uma homenagem a ele em suas redes sociais

12 jan 2020
12h44
  • separator
  • 0
  • comentários

O São Paulo divulgou uma nota de pesar lamentando o falecimento do ex-goleiro Valdir Joaquim de Morais, que trabalhou no clube como preparador de goleiros, auxiliar do técnico Mário Travaglini e até treinador interino.

Valdir morreu neste sábado, em Porto Alegre, com falência múltipla de órgãos. Ele tinha 88 anos e estava com a saúde debilitada desde 2016, quando sofreu um AVC. No ano seguinte, fraturou o fêmur e precisou ficar um período de cama.

Valdir Joaquim de Morais nos tempos de São Paulo - FOTO: Divulgação/São Paulo FC
Valdir Joaquim de Morais nos tempos de São Paulo - FOTO: Divulgação/São Paulo FC
Foto: Lance!

O corpo de Valdir está sendo velado no Cemitério "São Miguel e Almas" desde as 8h30 deste domingo e será cremado após às 16h.

O ex-goleiro Zetti, que trabalhou com Valdir no São Paulo, também fez uma homenagem a ele em suas redes sociais (veja abaixo).

Leia na íntegra a nota do São Paulo FC:

"O São Paulo Futebol Clube, com tristeza, informa e lamenta o falecimento de Valdir Joaquim de Morais neste sábado, 11 de janeiro de 2020, em Porto Alegre (RS) por falência múltipla de órgãos. Valdir tinha 88 anos de idade.

Nascido em Porto Alegre (RS) no dia 23 de novembro de 1931, Valdir fez vitoriosa carreira como goleiro atuando em equipes como Renner (RS), Palmeiras (SP) e Cruzeiro (RS), além de ter defendido, também, a Seleção Brasileira. A história de Valdir com o Tricolor, porém, começou em 1983, quando o ex-atleta já exercia a função de preparador de goleiros.

Como auxiliar de Mário Travaglini, chegou a comandar o São Paulo como técnico em algumas partidas nos anos de 1983, 1984 e também durante o Campeonato Paulista de 1993, ao lado de Telê Santana, já na segunda passagem do preparador de goleiros pelo clube (iniciada em 1991). Ao todo, Valdir de Morais foi o técnico do Tricolor em 18 partidas e permaneceu na comissão técnica são-paulina até 1997.

Como preparador de goleiros do São Paulo, Valdir sagrou-se campeão de todas as conquistas da "Era de Ouro", no início dos anos 1990. Venceu o Paulista de 1991, o Brasileiro de 1991, a Libertadores de 1992, o Mundial de 1992, o Paulista de 1992, a Libertadores de 1993, a Recopa de 1993, a Supercopa de 1993, o Mundial de 1993 e a Recopa de 1994.

Valdir será velado no Cemitério São Miguel e Almas, em Porto Alegre, neste domingo (12), entre 8h30 e 16h00. Logo depois, será cremado.

O São Paulo Futebol Clube se solidariza com família e amigos neste momento de dor".

Lance!
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade