0

São Paulo demite diretor famoso por "jogador de condomínio"

Gaspar ficou conhecido em 2016, quando era assessor da presidência e fez críticas a Rodrigo Caio, a quem chamou de jogador de condomínio. Ele tinha trabalho elogiado

13 fev 2020
08h55
atualizado às 09h24
  • separator
  • 0
  • comentários

O São Paulo demitiu nessa quarta-feira o diretor executivo administrativo Rodrigo Gaspar, que estava no cargo desde 2017. Embora tivesse o trabalho elogiado por diversas pessoas internamente, ele ficou mais conhecido da torcida por ter criticado o zagueiro Rodrigo Caio nas redes sociais, chamando-o de "jogador de condomínio" nas redes sociais em 2016, quando era assessor da presidência.

Rodrigo Gaspar posa com o ídolo Mineiro - Foto: Reprodução
Rodrigo Gaspar posa com o ídolo Mineiro - Foto: Reprodução
Foto: LANCE!

A informação da demissão foi publicada inicialmente pelo Globo Esporte. De acordo com o que apurou o LANCE!, não se trata de um acordo para que Gaspar possa voltar a ocupar uma cadeira no Conselho Deliberativo em abril, quando será proibido que conselheiros exerçam cargos remunerados, como era o caso dele. Desligá-lo da diretoria foi uma decisão do presidente Leco.

A situação é diferente da de Leonardo Serafim, que se desligou do cargo de diretor jurídico na semana passada em comum acordo com a diretoria, já de olho na norma que passará a valer em abril.

Márcio Carlomagno, assessor da presidência, é outro conselheiro que hoje exerce um cargo de diretoria. O mesmo vale para Eduardo Rebouças (diretor de infraestrutura), Elias Albarello (diretor financeiro), Paulo Mutti (superintendente de gestão de contratos) e Mauro Castro (gerente de estádio). Estes quatro últimos têm a particularidade de serem conselheiros vitalícios, mas precisarão abrir mão da cadeira mesmo assim caso decidam seguir em seus cargos.

Bastante criticado por seus opositores por ter escolhido conselheiros aliados para cargos de diretoria, Leco fica na presidência até dezembro e não pode tentar reeleição.

Veja também:

Lance!
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade