0

São Bento leva a melhor no Barradão e aumenta a crise no Vitória

Fora de casa, o time do interior paulista não tomou conhecimento do Leão e conquistou o primeiro triunfo na Série B

18 mai 2019
18h52
  • separator
  • 0
  • comentários

No Barradão, o Vitória até abriu o marcador na etapa final, mas o São Bento jogou mais e com Régis inspirado, saiu de campo com o triunfo por 3 a 1. O resultado deixou o Leão na 15ª colocação, com três pontos. O clube do interior é o 12º, com quatro.Na próxima rodada, o Vitória mede forças com o Atlético-GO, fora de casa. Enquanto isso, o São Bento recebe o Oeste, em Sorocaba.

Reprodução/Premiere
Reprodução/Premiere
Foto: Lance!

O duelo

Desde os primeiros minutos, o Vitória se lançou ao ataque com o objetivo de pressionar o São Bento. O abafa quase deu certo aos quatro minutos, quando Felipe Garcia aproveitou a sobra e exigiu ótima defesa do goleiro. No rebote, Neto Baiano pega de primeira e Paulo Victor fez nova intervenção.

Quando a pressão diminuiu, o São Bento começou a sair da defesa e incomodar o Leão. O jogo coletivo fluía com naturalidade e por muito pouco não balançou a rede em cabeçada de Minho, que parou em Lucas.

Quando o gol do Bento parecia maduro, o Vitória teve um pênalti a seu favor. Na cobrança, Nikckson bateu forte na direita e Paulo Vitor pegou.

Aos 36 minutos o Leão abriu o placar. Na cobrança de escanteio, Felipe García desviou de cabeça e fez a festa da torcida.

No segundo tempo o jogo teve o domínio do São Bento. Melhor postado, o time paulista trabalhava a bola com inteligência e chegou ao empate na casa dos 8 minutos. Régis fez fila na zaga rival e tocou para Elton, que bateu no contrapé do goleiro, 1 a 1.

O gol melhorou o ritmo do confronto e a virada era questão de tempo. Em rápido contra-ataque, Régis bateu forte, Lucas rebateu e Fábio Bahia só escorou para o fundo da rede.

Com o Leão exposto, o Bento soube explorar a qualidade de Régis, que recebeu lançamento, deixou o goleiro na saudade e deu números finais ao duelo.

Lance!
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade