0

Santos registra R$ 137,2 mi em folha de pagamento do futebol em 2019

Valor, com impostos embutidos, corresponde a R$ 11,4 milhões mensais

6 abr 2020
08h05
atualizado às 08h11
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

Em tempos de pandemia do novo coronavírus, além das questões relacionadas a saúde há preocupações quanto às questões financeiras. A diretoria do Santos não cogitou redução salarial até o momento. Enquanto isso, durante o mês de março, foi publicado no Portal da Transparência o Balanço Financeiro do clube em 2019, que registrou a folha salarial do Peixe com futebol na última temporada em R$ 137,2 milhões, que corresponde a R$ 11,4 mi/mês - o valor inclui impostos e tributos.

Balanço divulgou superávit de R$ 23,5 mi da gestão de Peres à frente do Santos em 2019 (Foto: Ivan Storti/Santos)
Balanço divulgou superávit de R$ 23,5 mi da gestão de Peres à frente do Santos em 2019 (Foto: Ivan Storti/Santos)
Foto: Lance!

Embora os números representem o ano passado, ele é importante para que a diretoria santista tenha uma perspectiva quanto às questões salariais durante a suspensão das atividades, decorrente do surto de COVID-19.

Como medida cautelar, foram antecipadas as férias de atletas, comissões técnicas e diversos funcionários entre os dias 1 e 20 deste mês - podendo ser ampliada até o dia 30. A previsão é do pagamento do recesso remunerado na primeira semana de maio. Enquanto isso, não houve nenhum movimento para reduções dos salários.O temor dos clubes está no fato de que não há tempo determinado para o retorno do futebol brasileiro. A emissora responsável pela transmissão do Campeonato Paulista já suspendeu o repasse do valor dos direitos aos clubes e a possibilidade de cancelamento do Estadual é grande.

Com o possível cancelamento do Paulistão, nenhum time deve ser declarado campeão. Embora parte da diretoria do Santo André cogite pedir a aclamação do Ramalhão como vencedor, alegando que o time liderou o quadro geral desde o início, a força que as quatro grandes equipes do Estado possuem deve ser determinante para que a Federação Paulista do Futebol anule todos os resultados do Estadual, medida que extingue uma possibilidade de fonte de receita ao Santos.

* Sob supervisão de Vinícius Perazzini

Veja também:

Jogar em casa não está fazendo a diferença no Campeonato Alemão. Entenda o cenário
Lance!
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade