0

Santos recua sobre interferência externa, e Modesto é punido

Após enviar ofício à CBF acusando repórter da Globo, advogado do Peixe disse no STJD que não houve interferência externa. Presidente pega gancho de 120 dias

9 ago 2017
19h15
atualizado às 20h00
  • separator
  • comentários

O Santos voltou atrás após acusar o repórter da Globo Eric Faria de interferência externa no jogo contra o Flamengo, na Vila Belmiro, pelas quartas de final da Copa do Brasil. No Superior Tribunal de Justiça Desportiva, o advogado do clube Marcio Andraus afirmou que não houve contato do profissional de imprensa com o quarteto de arbitragem, mesmo tendo apresentado depoimento de um torcedor que estava em um dos camarotes da Vila Belmiro, que alegou ter visto o acusado se comunicando com pessoas que estavam no banco de reservas do Rubro-Negro.

No dia seguinte à partida, o Peixe enviou um ofício à CBF acusando o repórter de ter avisado o quatro árbitro de que não havia sido pênalti de Réver em Bruno Henrique. Na ocasião, o árbitro assinalou a penalidade para o Santos e desmarcou após pouco mais de um minuto de conversa com seus auxiliares. A partida terminou 4 a 2 para o Peixe, mas o adversário foi quem se classificou por ter triunfado na partida de ida, no Rio, por 2 a 0.

O presidente Modesto Roma Júnior foi punido com um gancho de 120 dias e terá que pagar multa de R$ 100 mil. Nesse período, ele não poderá assinar documentos e ir a estádio e vestiário como dirigente, apenas como torcedor

Um dos auditores do STJD, Manuel Torres, criticou a atuação de Modesto no caso:

- Modesto era para estar fora do futebol. Tem demonstrado, pelo seu histórico, que não tem condição de comandar um clube. Tem que pedir para sair. As provas são irrefutáveis. Pior coisa que tem no futebol é ser leviano - disse.

Em nota, o Santos afirma que vai recorrer.

"O Santos FC não concorda com punição imposta pela 3ª Câmara Disciplinar ao seu presidente, Modesto Roma Jr, por isso recorrerá ao Pleno do Supremo Tribunal de Justiça Desportiva (STJD)."

LANCE!

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade