0

Santos investe em melhorias e CT Rei Pelé terá campo com grama sintética

Investimento de R$ 1,5 milhão também abrange nova arquibancada e iluminação ao Centro de Treinamentos santista

25 fev 2020
06h04
atualizado às 06h04
  • separator
  • 0
  • comentários

A partir dos próximos meses, o campo um do CT Rei Pelé passará a ter grama sintética. A remoção do primeiro gramado do Centro de Treinamentos do Santos iniciou na última semana e faz parte de uma série de melhorias no local, que ainda terá nova arquibancada, grades, vidraçaria e iluminação. O valor investido é de R$ 1,5 milhão.
No momento, os funcionários responsáveis pela reforma do campo trabalham na remoção do gramado atual. A ideia é que ainda essa semana inicie a preparação do contrapiso e irrigação. A previsão de entrega do novo tapete é de 40 dias, assim como as demais melhorias.

Funcionários do CT Rei Pelé já iniciaram o processo de remoção do antigo gramado (Reprodução)
Funcionários do CT Rei Pelé já iniciaram o processo de remoção do antigo gramado (Reprodução)
Foto: Lance!

O intuito do Peixe é acompanhar a tendência atual de arenas com gramados artificiais. No Brasil, o primeiro time a inserir grama sintética em seu estádio foi o Athlético-PR, em 2016. Recentemente, o Palmeiras, adversário santista neste sábado, às 16h30, no Pacaembu (com mando Alvinegro), pela oitava rodada do Campeonato Paulista, também adotou esse tipo de gramado no Allianz Parque. A ideia é que o Santos tenha melhor preparação e não sofra tanto prejuízo quando enfrentar essas equipes.

Essa será a segunda série de reformas do CT em menos de um ano. Em junho de 2019, o gramado do campo três foi modificado para um tipo que suporte climas mais frios durante o ano. Além disso, a Análise de Desempenho santista ganhou uma sala própria com estrutura de trabalho adequado.

Veja também:

Lance!
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade