2 eventos ao vivo

Santos acumula R$ 16,5 milhões com juros e multas em sanções impostas pela Fifa

Quantia representa mais da metade do valor inicial dos "negócios emperrados"

26 jun 2020
07h02
atualizado às 08h16
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

O Santos coleciona sanções na Fifa pelo não pagamento, seja parcial ou integral, que envolve a aquisição de alguns atletas. Essas dívidas alternam entre pendências da atual e de antigas gestões. Contudo, conforme o tempo vai passando e o débito permanece, é acrescido a ele juros. E caso a entidade máxima do futebol entre no "jogo", multas também são incluídas ao clube devedor.

A sanção mais recente imposta ao Santos trata de uma dívida com o Brugge por Luan Peres (Foto: Ivan Storti/Santos)
A sanção mais recente imposta ao Santos trata de uma dívida com o Brugge por Luan Peres (Foto: Ivan Storti/Santos)
Foto: Lance!

Com isso, atualmente o Peixe registra R$ 16,5 milhões apenas em juros e multas que tramitam na Fifa, representando casos relacionados a: Cléber Reis, Felipe Aguilar, Luan Peres e Yeferson Soteldo.
Sem a inclusão das taxas adicionais, o valor pendente representa R$ 31,1 milhões (de acordo com o câmbio financeiro da época em que os negócios foram firmados).

Considerando as correções monetárias atuais, a dívida do Santos com as sanções relacionadas à Fifa é de R$ 54,1 milhões de reais, sendo 37,6 referente as pendências originais e R$ 16,5 de juros e multas.

Por conta das dívidas com Cléber Reis e Luan Peres o Peixe já está impedido de registrar novos jogadores, até que as quantias sejam pagar para Hamburgo (ALE) e Burgge (BEL), respectivamente.

Em entrevista recente ao jornalista Fellipe Camargo, o membro do Comitê de Gestão santista, Pedro Dória garantiu que o clube trabalha para saldar as dívidas a partir de julho.

* Sob supervisão de Vinícius Perazzini

Veja também:

Veja as principais revelações que saíram do CT do São Paulo
Lance!
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade