0

Santa Cruz atropela ABC para continuar na Copa do Brasil

Embalado pela boa presença de público no Arruda, o time de Leston Júnior foi contundente em seu desempenho e construiu com segurança placar que necessitava

10 abr 2019
23h26
atualizado às 23h26
  • separator
  • 0
  • comentários

Uma atuação para não dar margem a dúvidas. Foi assim que, diante de seu torcedor pela terceira fase da Copa do Brasil, o Santa Cruz reverteu a desvantagem que tinha contra o ABC e fez um 3 a 0 mais do que suficiente para se classificar à próxima fase do torneio.

Foto: Reprodução/Twitter
Foto: Reprodução/Twitter
Foto: Lance!

ÍMPETO

Foram três jogadas na sequência antes dos 15 minutos iniciais que mostraram uma face bastante agressiva do Santa onde o papel de Edson foi fundamental para o time visitante. Nas duas primeiras, Allan Dias usou a cabeça e os pés para defesas espetaculares do arqueiro do Mais Querido além de Dudu, novamente pelo alto, testar bola que tirou tinta da trave do ABC.

REDUÇÃO CONTROLADA

Sendo muito difícil manter a mesma intensidade física aplicada nos primeiros minutos, o time da casa mantinha o domínio de grande parte do duelo trocando passes e buscando fazer com que a defesa potiguar cometesse o erro em que pudesse capitalizar. Naturalmente, nesse período o Elefante até saiu mais para o jogo, mas eram os pernambucanos quem tinham mais possibilidades e apresentavam mais coordenação de movimentos.

PRÊMIO EM DOBRO!

Através das bolas paradas, o Santa Cruz transformou seu resultado adverso no marcador que era exatamente o necessário para seguir adiante na Copa do Brasil. Após cobrança de escanteio, Pipico testou da marca do pênalti para fazer o primeiro enquanto, depois de falta sofrida na entrada da área também por Pipico, Charles soltou uma verdadeira bomba para deixar o time de Leston Júnior confortável no duelo em Recife.
E QUASE TRIPLO...

Aos 48 já no último lance da etapa inicial, uma bola parada foi tocada na primeira trave e tocada para as redes pelo zagueiro William Alves. Porém, a arbitragem assinalou corretamente o impedimento do camisa 4 do Santa e acabou anulando o tento.

RETOMADA DOS SONHOS

Apenas no minuto 2 do tempo complementar, em cruzamento rasteiro para a grande área, o zagueiro Henrique bateu com a mão na bola e a arbitragem marcou pênalti. O camisa 9 dos anfitriões bateu forte e, mesmo com Edson tocando na bola, ela foi pro fundo da meta. 3 a 0 para a Cobra Coral.

CONDUÇÃO TRANQUILA

Durante todo o restante da partida, por vezes o time pernambucano até reduziu o ritmo de pressão que costumava fazer em momentos de pico físico, mas as conclusões da equipe de Natal eram pouco agudas. Logo, foi somente questão de tempo até a confirmação da vaga no apito final da arbitragem capitaneada por Igor Junio Benevenuto de Oliveira.

Lance!
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade