0

Sampaoli cobra intensidade, mas elogia: 'Jogo como o de hoje emociona'

Técnico argentino gostou da atuação da sua equipe na vitória por 4 a 1 sobre o Botafogo, neste domingo, na Vila Belmiro, mas disse que o placar poderia ser ainda mais elástico

3 nov 2019
22h14
atualizado às 22h49
  • separator
  • 0
  • comentários

Como o placar aponta, o Santos mostrou muita superioridade na vitória por 4 a 1 sobre o Botafogo, neste domingo, na Vila Belmiro. E, apesar de ter falado que o resultado poderia ser ainda melhor para o Peixe, o técnico Jorge Sampaoli não poupou elogios aos seus comandados e chegou a falar em emoção pela boa atuação.

TABELA
> Confira a classificação do Campeonato Brasileiro

- Estou muito feliz com o que o time fez em 11 meses. Não só pelos pontos, mas pelos jogadores. Sempre estivemos entre os primeiros. Um jogo como o de hoje emociona, porque a equipe poderia ter feito cinco ou seis gols. Foi muito superior. Não diminui nunca e não cede nunca o ataque por nada. É um time que representa o Santos, a eles e muito bem a cidade. Esse tipo de partida é o que nos entusiasma. Não negociar a forma de jogar, que nos trouxe até esse lugar - disse Sampaoli, em entrevista coletiva, na Vila Belmiro.

Perguntado sobre esta intensidade do time do Santos, que marcou um gol com dois minutos de jogo e continuou atacando e criando chances até o fim da partida, o argentino cobrou ainda mais intensidade, principalmente pelo gol sofrido de bola parada.

Sampaoli cobrou mais intensidade da sua equipe (Foto: Marcello Fim/Zimel Press/Lancepress!)
Sampaoli cobrou mais intensidade da sua equipe (Foto: Marcello Fim/Zimel Press/Lancepress!)
Foto: Lance!

- Sim, tem de ser mais intenso. Jogar mais rápido, tocar muito rápido a bola. Hoje demoramos muito no meio de campo. Encontrar o passe seguinte, essa demora faz o time ficar lento. Temos de ser um time que está estabelecido posicionalmente para causar danos. Nos primeiros 20 minutos foi incrível como o time encontrou os lugares e depois do gol, por 10 minutos ficamos perdido no campo. E depois retornou e voltou a encontrar. Tudo passará para esse time em um desenvolvimento coletivo que me ilusione. Individualmente não vamos conseguir algo diferente do resto. Coletivamente, se estamos bem, podemos conseguir o que todo povo santista quer.

Com a vitória deste domingo, o Santos chegou a 58 pontos e segue cinco atrás do vice-líder Palmeiras. Na próxima quarta-feira, às 21h, o Peixe encara o Avaí, na Ressacada.

Lance!
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade