6 eventos ao vivo

Lochte lamenta desempenho na Rio 2016: "fiquei envergonhado"

O nadador esteve envolvido no falso assalto durante os Jogos Olímpicos e, devido a suspensão, não participará do Mundial de Budapeste

16 fev 2017
14h59
atualizado às 15h21
  • separator
  • 0
  • comentários

Dono de 12 medalhas olímpicas, o nadador americano Ryan Lochte tenta esquecer a Rio-2016 e busca na família a motivação necessária para chegar em Tóquio-2020.

- Agora, o que mais me motiva é nadar bem, nadar bem pela minha família. Ainda quero conquistar muita coisa na natação. Depois da minha performance no Rio, fiquei envergonhado. Mesmo que eu tenha ganho uma medalha de ouro (no revezamento 4x200m livre), fiquei envergonhado, porque sei que aquilo não era o que sou capaz de fazer. Não posso acabar minha carreira assim. Por isso vou continuar até 2020. Desde que descobrimos que a Kayla está grávida, estou fazendo isso pelo meu filho. Essa é minha motivação agora - disse a Fox News americana.

Ryan conquistou o ouro no no revezamento 4x200m livre na Rio 2016
Ryan conquistou o ouro no no revezamento 4x200m livre na Rio 2016
Foto: Getty Images

Envolvido na polêmica do falso assalto durante a última edição olímpica, o atleta de 32 anos foi suspenso até o dia 30 de junho e não participará do Mundial de esportes aquáticos de Budapeste, Hungria, já que o Campeonato Americano, classificatório para a competição internacional, é realizado antes do fim do término da punição.

Mesmo assim, o nadador que perdeu quase todos os patrocínios afirma que que superou o momento difícil.

- Houve momentos em que atingi o ponto mais baixo. Kayla estava lá, por trás de mim, e ela foi quem trouxe a luz para mim. Algumas vezes eu não queria acordar. Não me importava com a vida, e ela foi quem me deu a vida, me deu esperança. Eu percebi que ela era especial depois de tudo que aconteceu no Rio.

Lance!
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade