3 eventos ao vivo

Ruim para os dois: Vila e Paysandu não saem do zero na Série B

Vila Nova pressionou durante boa parte do jogo, mas não conseguiu balançar as redes

2 nov 2018
21h45
atualizado às 21h45
  • separator
  • comentários

Em partida realizada nesta sexta-feira que colocou em jogo diferentes objetivos na segunda divisão do Campeonato Brasileiro, Vila Nova e Paysandu, que se enfrentaram no Serra Dourada, pela 34ª rodada da competição, não saíram de um empate sem gols, que, no fim, acabou sendo prejudicial para os dois..

Divulgação/Vila Nova
Divulgação/Vila Nova
Foto: Lance!

Com esse empate, o Vila Nova chegou aos 52 pontos, não alcançando o G-4, já que chegou à quinta posição, enquanto que o Paysandu permaneceu na zona de rebaixamento, ocupando a 18ª posição com 34 pontos, podendo ser ultrapassado pelo Sampaio Corrêa.

As duas equipes retornam aos gramados na próxima terça-feira: o Vila Nova vai até o Rio Grande do Sul para enfrentar o Brasil de Pelotas, no Estádio Bento Freitas, enquanto que o Paysandu vai receber o Oeste em seus domínios.

Vila Nova pressiona, mas não marca gol
Em empolgação por conta da presença da torcida, que foi em bom número ao Serra Dourada, o Vila Nova foi o grande protagonista do primeiro tempo. Desde os minutos iniciais, a equipe da casa tentou pressionar o Paysandu em busca do gol, mas não logrou êxito e a etapa inicial terminou sem nenhuma alteração no placar.

A equipe da casa fez uma 'blitz' logo no início da partida, mas o goleiro Renan Rocha fez uma boa defesa após chute de Alan Mineiro e a finalização de Mateus Anderson passou perto da meta do Papão da Curuzu. Para completar, Geovane acertou a trave de fora da área, após dominar a bola sem marcação em uma rebatida da defesa da equipe paraense.

Aos 15 minutos, o Vila Nova criou sua quarta chance clara de gol, mas Renan Rocha defendeu o chute de Mateus Anderson e o zagueiro Fernando Timbó limpou a bola antes que ela ultrapassasse a linha. O goleiro do Papão voltou a trabalhar no fim do primeiro tempo, com uma boa defesa após chute de Juninho.Apesar da grande quantidade de chances criadas, o Vila Nova, que dominou a partida também no quesito de posse de bola, não conseguiu abrir o placar na primeira etapa, com destaque para Renan Rocha, goleiro do Paysandu, que, por sua vez, pouco fez durante os primeiros 45 minutos do duelo.

Segundo tempo é mais equilibrado
A etapa complementar começou com uma boa chance do Paysandu, quando a defesa do Vila Nova foi precisa para evitar uma finalização de Mike, que tinha a direção do gol defendido por Mateus Pasinato.

Diferente do primeiro tempo, o Paysandu voltou melhor para o gramado e não dava tantos espaços para o Vila Nova, que, por consequência, não criava da mesma maneira como o fez nos primeiros 45 minutos. Na primeira parte, as duas equipes haviam criado chances claras de balançar as redes.

Aos 36 minutos, a principal chance da etapa complementar nasceu: após um ataque pelo lado esquerdo, Vinícius Leite fez um cruzamento para o meio da área, da onde surgiu Alex Henrique, que conseguiu se antecipar aos defensores do Papão, mas viu sua cabeçada acertar a trave.

Após essa chance, a torcida presente no Serra Dourada passou a cantar muito alto, acreditando em um possível gol nos minutos finais da partida. Isso, porém, não aconteceu e a partida terminou em um empate sem gols.

Lance!
  • separator
  • comentários
publicidade