0

Robério de Ogum pede meia branca para Palmeiras chegar ao título

Vidente trabalhou com Vanderlei Luxemburgo em 1993, na conquista do estadual. Quase três décadas depois, ele acredita que meião na cor branca precisa ser fixo no uniforme

4 ago 2020
08h01
atualizado às 08h01
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

Quando o Palmeiras entra em campo para um jogo decisivo contra o Corinthians a torcida lembra das meias brancas usadas em 1993, na final do Paulista que findou o jejum de quase 17 anos sem títulos do Alviverde.

Palmeiras jogou de meia branca na final de 1993 (Divulgação/Palmeiras)
Palmeiras jogou de meia branca na final de 1993 (Divulgação/Palmeiras)
Foto: Lance!

Responsável por pedir para que a cor da meia fosse alterada do verde para o branco, o vidente Robério de Ogum acredita que isso deve fazer parte do uniforme tradicional do Verdão para que os objetivos sejam alcançados.

- Acho que ajudaria muito a ser campeão do mundo se começar a jogar de meia branca. E o caminho do Palmeiras e do Vanderlei Luxemburgo estão juntos para que esse objetivo aconteça. A diretoria precisa ter calma e sabedoria - afirma Robério ao LANCE!.

O vidente recorda a semana que antecedeu a conquista de 1993 e até o acerto do placar a favor do Palmeiras na tarde de 12 de junho.

- Eu fui a um programa de TV e disse que o Corinthians teria três jogadores expulsos e o Palmeiras faria quatro gols, sendo um na prorrogação. Falei que o último gol seria do Edmundo, mas ele sofreu o pênalti e o Evair marcou. Se não fizessem a falta nele, teria acertado. Lembro de ter saído do programa após a previsão e dizer: "estou morto", mas Ogum me dizia: "fique tranquilo".

- Tenho até hoje a roupa usada pelo Vanderlei Luxemburgo no último treino em Atibaia. Em 1993 era uma coisa de vida ou morte. Trabalhava com o Vanderlei desde o Bragantino e e tínhamos que tirar o Palmeiras da fila, como fiz em 1977 com o Corinthians, a pedido do Vicente Matheus - recorda.

O primeiro jogo da decisão acontece na Arena Corinthians e o Palmeiras deve usar o tradicional meião verde, mas a volta no Allianz Parque, como mandante, é possível fazer a troca e atuar de branco.

Veja também:

Resumão do Mercado - #2
Lance!
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade