1 evento ao vivo

Richard desabafa após gol salvador: 'Me chamaram de mercenário'

Meia destacou que Tricolor 'não merecia cair' e agradeceu à equipe de Laranjeiras por projeção ao futebol nacional; Richard também falou protestos da torcida

2 dez 2018
20h04
atualizado às 20h49
  • separator
  • comentários

Aos 41 minutos do primeiro tempo, o alívio. Após 803 minutos sem marcar, o Fluminense balançou as redes do América-MG e respirou tranquilo na briga contra o rebaixamento. Autor do gol tricolor, Richard falou sobre o sentimento de marcar em uma partida tão importante e aproveitou para abordar recentes protestos da torcida.

Ao lado de Kayke, Richard comemora gol pelo Flu (Foto: Andre Melo Andrade/Eleven)
Ao lado de Kayke, Richard comemora gol pelo Flu (Foto: Andre Melo Andrade/Eleven)
Foto: Lance!

- Para mim, significa tudo. Fiz o gol, mas o mérito é de todo o grupo. Independentemente do que aconteceu, invadiram lá, cobraram. Não é porque cobraram que a gente jogou hoje. Futebol é feito de fase, a nossa fase estava ruim e a bola não queria entrar - disse.

Já negociado com o Corinthians para 2019, o meia aproveitou para fazer um desabafo na saída do gramado. O camisa 25 destacou sua gratidão pelo clube carioca e reforçou sua crença de que a equipe de Laranjeiras não merecia ser rebaixada à Série B.- Queria desabafar porque só a gente sabe o que passou lá dentro. Me chamaram de mercenário, tudo que você possa imaginar, de que eu ia para o Corinthians. Não tive medo algum, isso serve de aprendizado. Não tenho raiva nem rancor de quem foi lá e me xingou. O que eu consigo ter por esse clube é só gratidão mesmo. Por tudo que fizeram por mim, pela oportunidade. Me apresentaram para o mundo. Por tudo que passamos esse ano, não merecíamos cair. Pela instituição Fluminense - completou.

O Fluminense se despede do Campeonato Brasileiro 2018 na 12ª colocação, com 45 pontos. Ao longo de 38 rodadas, forma 12 vitórias, nove empates e 17 derrotas. Além disso, foram 32 gols marcados e 46 sofridos pelo clube carioca.

Lance!

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade